Geral Local manchetes Política

Robert Rios manda recado para a população: “Agora é a sua vez de fazer justiça”

Em vídeos divulgados pelas redes sociais, o ex-deputado Robert Rios (PSB), candidato a vice-prefeito na chapa de Dr. Pessoa (MDB), faz duras críticas à gestão tucana na prefeitura de Teresina, convocando a população e as mais diversas categorias a fazerem justiça com o próprio voto nas urnas, não elegendo o candidato do prefeito Firmino Filho (PSDB), Kleber Montezuma.

Em relação ao transporte público, por exemplo, Robert Rios afirma que a população não tem motivo algum para votar no candidato do prefeito. “Ônibus lotados, tarifa cara, ‘Inthegra’ que não integra coisa nenhuma”, afirma. Segundo ele, “ser usuário do transporte público em Teresina é certeza de ser humilhado e maltratado”. Ele critica a falta de ar condicionado na maioria dos ônibus, mesmo com o calor que enfrenta o teresinense.

O candidato a vice também manda um recado para os professores da rede municipal de ensino: “Vocês são os verdadeiros heróis da educação de Teresina, e não têm motivo algum para votar no candidato do prefeito”. E mostra as razões: “Essa gestão nunca valorizou vocês, perseguiu, humilhou e nunca teve diálogo com a categoria. Agora o prefeito quer colocar no seu lugar quem mais perseguiu os professores de Teresina”.

Professores estão em greve

De braços cruzados desde março deste ano, os professores da rede municipal de ensino de Teresina acusam o ex-secretário de Educação, Kleber Montezuma, candidato a prefeito, de perseguição e assédio moral, conforme reitera o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresina (Sindserm).

De acordo com a entidade, a atual gestão da prefeitura de Teresina provocou um rombo de R$ 100 milhões nas contas da educação, conforme comprovado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI). O sindicato também acusa o prefeito Firmino Filho de terceirizações irregulares na área da educação, que estariam sendo feitas através de ‘bilhetinhos’ das licitações fraudulentas e contratos de serviços que precisam ser justificados nas 312 unidades de ensino.

Projeto perverso

Robert Rios afirma que essa luta por justiça deflagrada nessa campanha é “contra um projeto perverso de perpetuação no poder, que já mira até a eleição de governador do Estado em 2022”, referindo-se ao grupo liderado pelo PSDB e PP que tenta dar continuidade à gestão tucana de 35 anos de poder na capital.

Sobre as críticas do grupo que ocupa o Palácio da Cidade, sede da prefeitura de Teresina, em relação ao Dr. Pessoa, que não teria competência administrativa, Robert Rios responde: “Competência é sinônimo de uma pessoa que lutou para comer, lutou para se alfabetizar tardiamente, se formou médico, se elegeu vereador, deputado e ganhou o amor do povo”, diz. “Os verdadeiros incompetentes são aqueles que nasceram ricos, ganharam cargos sem esforços e, em rodinhas regadas a whisky importados, debocham do jeito modesto de falar do Dr. Pessoa… Imagina o que essa gente pensa do povo humilde e trabalhador de Teresina”, critica o candidato a vice-prefeito.

“Dr. Pessoa, assim como eu, lutamos juntos na Alepi, quando quase ninguém ousou, chegou a vez de lutarmos juntos por Teresina. Não vamos entregar Teresina e sua população à Lava-Jato”, disse Robert Rios, referindo-se às investigações da Polícia Federal em torno de um dos apoiadores de peso da coligação tucana e sobre suspeita de corrupção envolvendo a Fundação Municipal de Saúde (FMS) na compra de insumos para o enfrentamento da Covid-19 em Teresina. “Estamos preparados para discutir com humildade os problemas da nossa capital. Saber ouvir é a maior qualidade desse médico, que ousa desafiar as elites mafrenses”, declara Robert Rios.

Redação