Geral Internacionais Política

Polícia italiana reprime com violência protestos contra Bolsonaro em Pádua

A polícia italiana respondeu com repressão a protestos contra o presidente Jair Bolsonaro que acontecem nesta segunda-feira, 1º, em Pádua, na Itália. Vídeos veiculados pela imprensa do país europeu mostram o uso de cassetetes, jatos de água e bombas de gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes.

Bolsonaro está em Pádua após receber o título honorário de cidadão de Anguillara Veneta, onde viviam seus antepassados. A homenagem foi entregue em meio à insatisfação da população local e grupos ambientalistas, que na última sexta-feira, 29, chegaram a pichar “Fora, Bolsonaro” nas paredes da prefeitura da cidade.

De acordo com informações da Folha de S.Paulo, a confusão entre ativistas e policiais começou depois que os manifestantes tentaram romper o bloqueio de segurança para seguir até a basílica de Santo Antônio, igreja que Bolsonaro deve visitar nesta tarde. Ainda segundo o jornal, uma ativista foi presa no confronto.

O chefe do Executivo brasileiro chegou à Itália na última sexta-feira para participar da cúpula do G20, encerrada ontem. Nesta segunda-feira, cumpriu a agenda pessoal em Anguillara Veneta e, para isso, deixou de ir à COP-26, evento onde estão reunidos os principais líderes globais para discutir as mudanças climáticas. Bolsonaro apenas gravou um vídeo para o encontro.

A comitiva presidencial retorna ao Brasil amanhã, informa o governo.

Jogo do Poder

Fonte: Estadão Conteúdo