Destaques Geral Local Política

Em live com Fábio Novo, governador afirma que pesquisa não ganha eleição

Em live na noite dessa quinta-feira, 22, ao lado do candidato a prefeito de Teresina pelo PT, Fábio Novo, o governador Wellington reforçou apoio à candidatura petista e disse que a pesquisa que vale é das urnas, no dia da eleição. O candidato vem mantendo a quarta colocação em pesquisas eleitorais sobre intenção de votos para prefeito da capital.

Na live, os dois debateram sobre vários temas que estão inclusos no plano de governo de Fábio Novo, a exemplo de medidas nas áreas de segurança, saúde, transporte público, educação, emprego e renda. O governador disse estar bastante animado com a possibilidade de o PT eleger Fábio Novo nestas eleições e pediu ao candidato que não se preocupe tanto com números de pesquisas eleitorais.

“O que me anima com a sua candidatura é que a gente tem um novo nome e um novo de verdade, é a grande mudança, e estou bastante esperançoso. Pesquisa, se eu fosse ficar olhando para pesquisa, eu já tinha perdido, porque em toda eleição eu perco nas pesquisas, em toda eleição eu estou derrotado, porque infelizmente eles fazem esse jogo, é [preciso] acreditar no povo, a pesquisa que vale é aquela que sai do resultado das urnas”, declarou o governador.

“Teresina quer mais, Teresina quer ousadia, nós não somos uma cidade qualquer, as outras capitais estão ousando e Teresina precisa ousar, e tenho certeza que esse ousar é Fábio novo, é 13”, acentuou Wellington Dias.

“Quero dizer quer tenho muito orgulho de dizer que faço parte do time do 13. Não tenho vergonha de dizer que é um time que tem Lula, tem Wellington Dias, é um time que em 2004, quando houve a enchente, o Lula esteve aqui. E um grande problema que temos hoje na nossa capital que chama-se drenagem. O Lula veio aqui junto com Wellington e resolveu o dique do Poti Velho e nunca mais teve enchente”, disse Fábio Novo.

Em relação à saúde, Fábio falou da lista de espera por consultas. “Mais de 80 mil teresinenses esperam por uma consulta. Nas reuniões ouço sempre essa reclamação. Falta um bom gerenciamento dos recursos da saúde quem vem para Teresina. Se tirarmos os investimentos feitos nos últimos anos pelos governos do PT na saúde de Teresina não fica quase nada”, completa o candidato a prefeito. O governador propôs também que município e estado atuem juntos no sistema de regulação e realizem ainda mutirões de consultas, a exemplo dos mutirões de cirurgias já realizados.

Na área de geração de emprego e renda, Fábio Novo falou dos mais de 100 mil teresinenses que estão desempregados e da desburocratização de Teresina para atrair novas empresas. “Quero implantar o Destrava Teresina, para desburocratizar a Prefeitura. A Prefeitura tem que ser uma facilitadora para empresas que querem se instalar aqui, e não uma dificultadora”, diz.

O governador do Estado, Wellington Dias, citou ainda obras importantes dos governos do PT em Teresina, como Hospital Universitário, HUT, ponte Estaiada, CEIR, alargamento da BR 316, dentre outras obras. “É a ousadia do 13 de fazer e Fábio vai dar continuidade a esse trabalho”, afirmou Dias.

Redação