Geral Municipios Política

Dr Hélio acusa prefeitura de Parnaíba de tentar levar o crédito por obras do Governo

Durante a sessão plenária desta quarta-feira (21), o deputado Dr. Hélio (PL), utilizou seu tempo de 2 minutos para informar que a cidade de Parnaíba tem sido objeto de várias informações equivocadas por parte da administração municipal, que está se apropriando das ações desenvolvidas pelo Governo do Estado, como obras de infraestrutura, assim como no setor de saúde, obras inclusive, entregues com a presença do governador Wellington Dias (PT).

Outro ponto criticado pelo deputado foi direcionado a atual gestão de Parnaíba, e se trata do fato ocorrido na segunda-feira (19), durante a celebração da missa em alusão ao Dia do Piauí, realizada na Igreja Matriz de Parnaíba, pelo bispo Dom Juarez e, concomitantemente, o prefeito de Parnaíba colocou a banda municipal para tocar, e ainda fez discurso, em frente a igreja, na Praça da Graça.

“É mais um constrangimento. Em outra oportunidade o prefeito constrangeu o bispo, com palavras muito agressivas, em relação ao bispo e agora mais esse constrangimento. Fica aqui o nosso repúdio e que o prefeito faça uma reflexão. É um péssimo exemplo para a comunidade. A Igreja de Parnaíba foi mais uma vez, desrespeitada pelo prefeito Mão Santa”, ressaltou o deputado.

Dr. Hélio também destacou a recente entrega feita pelo Governo do Estado no Município, o CEIR de Parnaíba, que já foi inaugurado e será utilizado neste primeiro momento para a recuperação de pacientes com sequelas da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. O parlamentar parabenizou o projeto, que segundo ele, futuramente irá contemplar todo o Estado do Piauí.

Em Parnaíba, Dr. Hélio concorre à prefeitura do município com o ex-deputado Tererê na condição de vice-prefeito. A coligação dos candidatos é composta pelos partidos: PL, PTB, PT, PDT, PV, PC do B, Cidadania e Republicanos.

Pedido da cassação

O Ministério Público Eleitoral (MPE), por meio do promotor Fernando Soares de Oliveira Júnior, da 3ª Zona Eleitoral de Parnaíba, ajuizou nesta quinta-feira (22) Ação de Investigação Judicial Eleitoral contra o prefeito Mão Santa e seu candidato a vice prefeito, Beto Sousa, respectivamente, por abuso de poder econômico.

O MPE quer a cassação da chapa por uso de recursos da Prefeitura para captação de apoiadores e votos nas eleições do dia 15 de novembro.

A esposa do prefeito, Adalgisa Carvalho de Moraes Souza, e a filha do casal Maria das Graças Moraes Souza Nunes também estão sendo investigadas. Elas são apontadas como as pessoas que estariam por trás da autorização do pagamento de horas “extras fictícias” a servidores que atuam nas ações básicas de saúde naquele município.

De acordo com a ação, o candidato a vice-prefeito de Parnaíba na chapa de Mão Santa teria feito o uso de “artifícios administrativos junto à Prefeitura de Parnaíba para cooptar o apoio político e votos juntos a classe de enfermeiros municipais”.

A investigação se deu após o vazamento de um áudio, em que Beto Sousa fala sobre o esquema com uma mulher que seria intermediária dos demais beneficiárias da fraude.

Veja o pedido da cassação

Redação