Destaques Geral Local Política

PTB realiza convenção e oficializa apoio a Fábio Abreu

O PTB realizou a convenção da sigla na manhã desta segunda-feira (14) na sede do partido, no bairro Ilhotas, zona Sul de Teresina.

O evento contou com a presença do ex-senador João Vicente Claudino (JVC) e do pré-candidato a prefeito da capital pelo PL, deputado federal Fábio Abreu.

Na oportunidade, JVC ressaltou que o grupo está unido em apoio à candidatura de Fábio Abreu.

“É um grupo que está unido, coeso, temos pré-candidato viáveis e que estão empenhados em trabalhar por Teresina, aderimos a candidatura dele porque sabemos que é o melhor para a cidade”, disse João Vicente.

O pré-candidato a prefeito, ressaltou que o apoio do PTB é imprescindível para sua chegada à vitória. “Sem dúvidas é uma grande honra tem o PTB, junto com o PMN, que assim como o nosso partido, o PL, está empenhado nesse projeto”, disse Fábio Abreu.

O evento ocorreu em meio à expectativa para que Abreu anuncie o vice. Segundo o deputado, o nome deve ser anunciado hoje, com indicação do Republicanos. O nome mais cotado é o da pastora Diana. Ela é indicação do deputado Gessivaldo Isaías.

“Hoje é a data final porque tem que constar até na ata do PTB. Até o meio-dia iremos anunciar. Será do Republicanos”, destacou Fábio Abreu.

O pré-candidato falou da importância de ter o PTB e a parceria com João Vicente Claudino.

“O PTB é tradicional e principalmente pelo senador João Vicente, que representa o setor empresarial. Em 2021, vamos enfrentar a necessidade de gerar empregos. Além da bagagem política que ele tem. Foi aqui que iniciei minha carreira política. Sinto muito orgulho em ter o PTB na nossa chapa”, destacou.

O presidente do PTB, João Vicente Claudino disse que uma candidatura própria chegou a ser cogitada, mas que não se preparou para isso.

“Depois da morte do meu pai, os pré-candidatos colocaram meu nome nas redes sociais. Em certo momento contribui para isso porque fiz visitas a bairros. Mas porque entendo que maior desafio do gestor é produzir emprego e renda. Não é viver de auxílio. É ter a mão do governo, mas compreenda que podemos trabalhar. Mas no momento da decisão entende os que não preparamos antecipadamente uma pré-candidatura. Entendemos que não teria uma candidatura própria. Nossa preocupação é melhorar nossa cidade. Temos que ser proativos e fazer a cidade avançar”, afirmou. (TD/CV)

Redação