Destaques Geral Local Política

“O que já era ruim, o Inthegra conseguiu piorar”, afirma Dr. Pessoa sobre transporte público e anuncia Tarifa Zero

Em suas redes sociais, nesta segunda-feira, 27, o candidato a prefeito de Teresina pelo MDB, Dr. Pessoa, reclama do sistema de integração do transporte público da cidade implantado pela atual gestão comandada pelo PSDB. Segundo ele, o sistema já era ruim, e o Inthegra conseguiu piorar. “Vamos mudar essa realidade”, garantiu.

“Educação é a base de tudo. Todos os projetos da pasta no meu Plano de Governo têm como meta incluir de maneira completa o aluno na sociedade. Sabemos da importância e levamos a sério”, destacou Dr. Pessoa, que afirmou que uma de suas principais propostas para o transporte público de Teresina é a instituição do programa Tarifa Zero para estudantes da rede municipal de ensino.

O candidato também destaca a devolução das linhas dos bairros na capital, que foram extintas após a implantação do novo sistema de integração. A proposta também defende a ampliação de mais veículos para a cidade, além da climatização dos ônibus.

Em visitas a comunidades, o candidato lembra que uma das maiores reclamações é a péssima oferta de transporte público por parte da prefeitura. Segundo Dr. Pessoa, a situação é um problema por toda a zona urbana e se agrava na zona rural. “Na zona urbana, as pessoas precisam pagar um alto valor para pegar ônibus; temos uma das passagens mais caras do país e um dos piores sistemas. Um tal de Inthega que, na verdade, não integra nada. Já na zona rural, os moradores sofrem com a falta de transporte público, e isso é um total descaso”, afirmou o candidato. Projeto contido no seu plano de governo ataca esse crônico problema da população usuária do sistema de transporte, como revelou o candidato.

Em relação ao transporte público, Dr. Pessoa disse que vai reorganizar a configuração espacial da rede de linhas de ônibus coletivos de Teresina, incluindo novas ligações, rotas, terminais e estações. Segundo o candidato, “essa proposta inclui o uso de tecnologia para proporcionar mais segurança e conforto aos passageiros, permitindo, por exemplo, que ele monitore a chegada dos veículos na parada ou no terminal de ônibus por meio de aplicativo”. O plano assegura que essa ação permitirá desconcentrar o processo de uso do solo e ampliar a competitividade do transporte coletivo sobre o individual motorizado.

Dr. Pessoa adianta que serão construídos mais dois terminais rodoviários, interligando a zona rural e urbana. Serão traçadas diretrizes de maneira a compatibilizar os programas de implantação de terminais para atendimento das reais demandas de passageiros e de ônibus em regiões de maior urgência e necessidade. Tudo será realizado de acordo com as plantas de zoneamento urbano, plantas do sistema rodoviário, planos de elaboração e coleta de dados sobre a demanda de transporte rodoviário de passageiros, visando fornecer subsídios para orientar a Administração Municipal na escolha do local de implantação desses dois terminais.

Pelo plano de governo de Dr. Pessoa, haverá ampliação e implantação de novos corredores de ônibus (Sistema BRT), além da promoção da integração dos transportes públicos com outros modais, como ônibus rodoviários, ferrovias e ciclovias. “Além de facilitar o deslocamento das pessoas e organizar o desenvolvimento urbano, os BRTs representam segurança viária para seus usuários”, cita o plano.

Redação