Geral Municipios Política

Nestor Elvas será o próximo prefeito de Bom Jesus, aponta pesquisa

Com 52,32% das intenções de voto em pesquisa estimulada divulgada nesta segunda-feira, 2, pelo Instituto Census, Nestor Elvas (MDB) garante sua eleição para prefeito do município de Bom Jesus, extremo sul do Piauí. O candidato também está disparado na pesquisa espontânea, em que seu nome aparece como o mais lembrado pela população, 48,41% de preferência do eleitorado bom-jesuense.

Pelo dados da pesquisa estimulada, se a eleição fosse hoje, Nestor Elvas, que tem o apoio do governador Wellington Dias, se destaca com 52,32% das intenções de voto. Em segundo lugar, apoiada pelo senador Ciro Nogueira (PP), aparece Cledja Benvindo, do PSDB, com 35,21%, e em terceiro lugar, Irmaõ Mazim, do Psol, com 0,49%. Brancos e nulos somam 7,09%. Os que não opinaram ou não sabiam em que votar ainda, 4,89%.

Já na pesquisa espontânea do Instituto Census, quando não são apontados nomes de candidatos, Nestor Elvas é destaque no estudo. Seu nome é o mais lembrado para prefeito de Bom Jesus, com 48,41%, seguido de Cledja Benvindo, que só pontua 31,03%. Mais atrás aparece Irmão Mazim, com 0,24%. Os indecisos (não sabiam e nem opinaram) somaram 15,4%, e os que disseram que anulariam o voto ou votariam em branco, 4,65%.

Nestor Elvas é também o que obtém menor índice de rejeição dos eleitores de Bom Jesus. De acordo com a pesquisa, o índice daqueles que não votariam no candidato é de apenas 13,94%. Irmão Mazim é o mais rejeitado, com percentual de 44,25%. Cledja Benvindo é a segunda mais rejeitada pelos eleitores, com índice de 23,47%.

De acordo com a pesquisa, 82,15% dos entrevistados disseram que não vão mudar seu voto. Apenas 17,85% afirmaram que poderiam ainda trocar de candidato.

O Census entrevistou 409 pessoas a partir dos 16 anos de idade, nas zonas urbana e rural do município, nos dias 22 e 23 de outubro. O nível de confiança de 95%, com margem de erro de 5% para mais ou para menos.

A pesquisa foi registrada o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI/TSE) sob o número PI 03963/2020.

Redação