Destaques Geral Local Política

Rafael Fonteles é quem mais avança na corrida eleitoral de 2022 e reage às piadas de mau gosto de Ciro Nogueira

Pesquisa do Instituto Amostragem divulgada na última sexta-feira (17) aponta que Rafael Fonteles (PT), atual secretário de Estado da Fazenda e coordenador do programa PRO Piauí é o que mais cresce perante o eleitorado para as eleições de 2022. No Twitter, o petista reagiu às piadas de Ciro Nogueira, ministro-chefe da Casa Civil do governo Bolsonaro.

Sobre a pesquisa espontânea

Conforme o levantamento, Rafael Fonteles está tecnicamente empatado com o ex-prefeito de Teresina Sílvio Mendes (PSDB), na segunda posição, ambos atrás de Wellington Dias, atual governador e que não vai concorrer ao governo do Estado. Na pesquisa espontânea, Rafael Fonteles está à frente do senador Ciro Nogueira, atual ministro-chefe da Casa Civil do governo Bolsonaro. Veja os números:

  • Wellington Dias (PT) com 14,76%;
  • Silvio Mendes (PSDB) com 6,15%;
  • Rafael Fonteles (PT) com 5,01%;
  • Ciro Nogueira (Progressistas) com 3,69% e;
  • Iracema Portella (Progressistas) com 0,97%.

Os que não sabem ou não quiseram opinar representam 57,82% dos entrevistados e 7,12% não responderam nenhum nome. Já os que disseram votar branco ou nulo somam 1,67%.

Pesquisa estimulada

Já na pesquisa estimulada, quando são apresentados os nomes dos prováveis candidatos ao entrevistado, a porcentagem das intenções de voto se apresentam da seguinte maneira:

  • Sílvio Mendes (PSDB) com 22,76%
  • Ciro Nogueira (Progressistas) com 15,47%;
  • Rafael Fonteles (PT) com 13,62% ;
  • Iracema Portella (Progressistas) com 10,46%;
  • João Vicente Claudino (PTB) com 10,11%;
  • Gessy Fonseca (PSC) com 4,13%.

12,48% disseram não votar em nenhum desses, 8,79% não sabem ou não quiseram opinar, e 2,2% votariam nulo ou branco.

A pesquisa foi realizada entre os dias 4 e 7 de setembro, com 1.138 entrevistados acima de 16 anos distribuídos em 49 municípios do Piauí.

Votos válidos

Contabilizados apenas os votos válidos, quando são excluídos os votos nulos e brancos, a porcentagem das intenções de voto se apresentam da seguinte maneira:

  • Sílvio Mendes (PSDB) com 29,74%;
  • Ciro Nogueira (Progressistas) com 20,21%;
  • Rafael Fonteles (PT) com 17,8%;
  • Iracema Portella (Progressistas) com 13,66%;
  • João Vicente Claudino (PTB) com 13,2%;
  • Gessy Fonseca (PSC) com 5,4%.

Veja que Fonteles é, na verdade, o único candidato da situação nesse cenário, enfrentando todos os outros candidatos da oposição, mas assim mesmo, a um ano da eleição, avança sobre os opositores, considerando que há até bem pouco tempo ocupava as últimas posições.

Fonteles reage a crítica de Ciro Nogueira

Em viagem pelo interior do estado nesse fim de semana, o ministro Ciro Nogueira criticou Rafael Fontelles. Em conversa com a deputada federal Iracema Portela e a deputada estadual Lucy Soares, ambas do Progressistas, o ministro fez piadas sobre a situação da pandemia da Covid-19, que vitimou vidas no Piauí.

“Você faz o seguinte: pega uma dessas estradas que Wellington Dias não construiu ou não recuperou, passa por uma obra do ‘Pró-Piauí’ do Rafinha ‘Pé de Chumbo’, que ele não fez, chega em hospital ou posto de saúde que ele também não construiu e aí você toma a vacina que ele não comprou”, brincou o ministro. Coisa feia.

“Tá difícil, né?. Tá chegando a hora, Wellington Dias, no próximo ano você terá de prestar contas dessas suas mentiras…”, disse Ciro Nogueira, cuja vida se transformou em um projeto de poder para subjugar o Piauí.

Rafael Fonteles não deixou por menos. Em sua conta no Twitter, ele disse que o Brasil precisará ser reconstruído após o desastre bolsonarista. “Aqui no Piauí, o povo impediu esse retrocesso e vai continuar impedindo em 2022, qualquer que seja o representante do bolsonarismo que se apresente”, assinalou.

Disse ainda Rafael Fonteles: “O Ministro e sua trupe bolsonarista no Piauí estão seguindo bem o exemplo do seu chefe Bolsonaro: decadentes e desesperados, partem para piadas e agressões contra o governo que eles faziam parte até o ano passado. Pedimos bênçãos de Deus para essas almas angustiadas”, arrematou.

Jogo do Poder