Destaques Geral Local Política

Kleber Montezuma pode ter candidatura cassada pela Justiça Eleitoral

Desespero assanha ninho do PSDB em Teresina, uma vez que o candidato a prefeito pelo partido, Kleber Montezuma, pode ter seu registro cassado pela Justiça Eleitoral, que apura possível cometimento de crime praticado pelo tucano quando ainda era secretário municipal de Educação (Semec). Conforme ação que tramita na Justiça, o candidato contratou a empresa 3Gen por quase 700 mil reais durante sua gestão, por inexigibilidade, sem licitação.

A primeira contratação ocorreu em 2019, no valor de R$ 287 mil, e a segunda contratação por R$ 409 mil, ambas por inexigibilidade. Segundo denúncia entregue ao Ministério Público e ação ajuizada na 1ª zona Eleitoral de Teresina, a empresa contratada realizou lives através da Semec e da Prefeitura para promover o candidato do PSDB, ainda em período de pré-campanha. Segue registro do evento:

Durante o curso da investigação 000005-253.2020 do Ministério Público Eleitoral, o MPE solicitou à prefeitura a cópia integral de todos os processos de inexigibilidade e questionou se a live se insere dentro dos serviços contratados pelo secretário Kleber Montezuma.

A Ação de Investigação que tramita em Teresina pode resultar na cassação do registro de candidatura do ex-secretário e na inelegibilidade dele e do prefeito Firmino Filho por até 08 anos.

Redação