Destaques Geral Local Política

Em meio à crise econômica, PPPs garantem empregos para piauienses

Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), divulgados na última terça-feira (31), pelo IBGE, a taxa de desemprego no Brasil ficou em 14,1% no 2º trimestre de 2021. Mesmo representando um número elevado de brasileiros desocupados, 14,4 milhões de pessoas, esta é a menor taxa de desemprego no ano e reflete um mercado de trabalho buscando se recuperar da crise provocada pela Covid-19. Nesse contexto, a geração de emprego e renda é mais um aspecto positivo dos projetos de parceria público-privada (PPP) na carteira da Superintendência de Parcerias e Concessões do Estado (Suparc-PI).

A concessionária Águas de Teresina, que foi eleita, pelo segundo ano consecutivo, um dos 100 lugares incríveis para trabalhar, segundo a pesquisa FIA Employee Experience (FEEx), possui um quadro de mais de 760 funcionários efetivos e 270 terceirizados. O presidente da SPE, Jacy Prado, diz que faz parte da política do grupo investir no desenvolvimento dos colaboradores, o que garante a missão de levar água de qualidade e com regularidade à população. “Esse é um dos grandes diferenciais da Águas de Teresina. Apostamos na mão de obra local. Valorizamos os nossos profissionais, pois sabemos que cada um constrói o resultado da empresa”, destaca Jacy.

A Águas de Teresina oferece várias oportunidades de capacitação e contratação como Programa de Estágio, Programa Trainee, Projeto MIO (um milhão de oportunidades, em parceria com a ONU). No Programa Jovem Aprendiz, estudantes têm a chance de, ao longo de dois anos, fazer rodízio em vários setores da concessionária e aprender sobre várias atividades. Dependendo do resultado, eles podem ser absorvidos e contratados pela Águas de Teresina.

Outra concessionária que investe na qualificação para empregabilidade é a Piauí Conectado. Mais de 5 mil piauienses já realizaram gratuitamente os cursos de educação digital disponibilizados por meio da PPP Piauí Conectado, gerando emprego e renda à população. O setor de tecnologia conta com mais vagas disponíveis pela falta de qualificação dos candidatos. Pensando nisso, a Piauí Conectado, em parceria com a Cisco, promove a inclusão digital e contribui para a contratação de milhares de pessoas.

Uma dessas pessoas é Rildo da Silva Oliveira, que estava desempregado por causa da pandemia da Covid-19. Fazer o curso de Introdução a Redes, o colocou de volta ao mercado de trabalho. “Me candidatei à vaga de emprego e, durante a entrevista, expliquei que estava inscrito no curso. Consegui o emprego pelo que eu aprendi no curso, tive que mostrar que realmente sabia fazer aquele trabalho e estou lá até hoje”, conta o analista de redes.

Jogo do Poder

Fonte: Ascom Suparc