Geral Gestão Local manchetes Política Serviços

“Dr. Pessoa não vai perseguir ninguém”: Robert pede para que servidores continuem em seus postos

O vice-prefeito eleito de Teresina, Robert Rios (PSB), em entrevista a um canal de televisão local, nessa quarta-feira (02), lamentou que tenham feito ao que ele chamou de “terrorismo” no meio dos servidores da prefeitura, com a falsa informação de que haveria uma caça às bruxas e perseguição de servidores. “Dr. Pessoa é humano, não tem esse perfil e não foi eleito para perseguir ninguém. O que eu peço é que todos os servidores, inclusive os que têm cargos em comissão e terceirizados continuem em seus postos. Tudo será avaliado de forma a não prejudicar pais de famílias”, asseverou.

Robert Rios disse que a comissão de transição começou a receber as informações da equipe nomeada pelo prefeito Firmino Filho e que esses dados serão avaliados e, somente depois dessa análise, as primeira medidas da nova gestão serão adotadas.

O vice-prefeito eleito adiantou que a equipe de transição está trabalhando para que não haja, por exemplo, paralisação de serviços, como na área da saúde, que devem continuar funcionando normalmente durante o processo de passagem do cargo.

Rios explicou que no final do ano, como é praxe em toda mudança de governo, o prefeito Firmino Filho vai exonerar todos os ocupantes de cargos comissionados e de funções gratificadas, alguns com mais de 30 anos de serviço, mas que esses servidores devem continuar trabalhando porque o prefeito Dr. Pessoa vai analisar caso a caso.

Sobre informações que circulam dando conta de que Dr. Pessoa será “comandado” por outras pessoas em sua gestão, Robert Rios disse que quem anda espalhando essas notícias não conhece o prefeito eleito. “Ninguém manda no Dr. Pessoa, e, claro, vai ouvir, vai dialogar com a equipe, com as lideranças que se somaram à campanha, mas as decisões finais sempre serão dele”, afirmou.

Redação