Geral Local manchetes Política

Chuva de adesões – Tradicionais aliados de Ciro e de Firmino declaram apoio a Dr. Pessoa no 2º turno

As adesões ao candidato a prefeito de Teresina pelo MDB, Dr. Pessoa, não param de chegar, e com várias surpresas. Nas últimas horas, o ex-vereador Pedro Fernandes, do partido Progressistas do senador Ciro Nogueira, anunciou o seu apoio ao candidato do MDB no 2º turno, embora tenha votado em Kleber Montezuma (PSDB) no primeiro turno. Também causam surpresas as adesões do suplente de vereador Nilson Cavalcante, do PSL, aliado tradicional do prefeito Firmino Filho (PSDB), bem como do tucano vereador Joninha.

Pedro Fernandes procurou a imprensa neste sábado, 21, para informar da sua decisão que, segundo ele, é pessoal, embora seja filiado ao partido de Ciro Nogueira. “Foi uma decisão própria mesma. Eu mesmo tomei a decisão própria, eu Pedro Fernandes. Eu votei no Kleber no primeiro turno, perdi a eleição, mas continuei o meu trabalho e tomei a decisão de votar no Dr. Pessoa. Até mesmo por causa da simplicidade dele, da humildade dele que é mesmo que a minha”, disse Pedro.

Ainda no primeiro turno, outro progressista, deputado estadual Firmino Paulo, sobrinho do prefeito Firmino Filho, tutor do candidato Kleber Montezuma, também resolveu apoiar Dr. Pessoa, por acreditar, segundo ele, que o emedebista é a melhor opção para Teresina e que não se sente mais à vontade no partido de Ciro Nogueira.

Depois dos progressistas, um filiado do PSDB, partido que tem Kleber Montezuma como candidato, resolveu seguir o caminho contrário da sua sigla. Trata-se do vereador Joninha, que neste sábado (21) também confirmou adesão ao candidato Dr. Pessoa (MDB). Segundo o Portal Cidade Verde, o encontro que ratificou a aliança ocorreu na noite de sábado, na residência do candidato emedebista ao Palácio da Cidade. O ato público de anúncio da adesão deverá ocorrer nesta segunda-feira, 23. Outras lideranças tucanas devem seguir o mesmo caminho de Joninha no segundo turno do pleito na capital.

Já o suplente de vereador Nilson Cavalcante foi candidato ao parlamento da capital pelo PSL e apoiou o tucano Kleber Montezuma no primeiro turno da disputa majoritária. Mas no segundo turno, ele decidiu também mudar sua trajetória e através de vídeo gravado ao lado do deputado estadual Henrique Pires (MDB), disse que seu apoio migra agora para Dr. Pessoa.


Nilson Cavalcante e Henrique Pires

“Eu queria comunicar a Teresina, meus amigos, meus familiares e todas aquelas pessoas que trabalharam conosco de que eu vou votar dia 29 em Dr. Pessoa para prefeito de Teresina. É uma decisão em função dos meus familiares, do meu amigo deputado Henrique Pires e de todo nosso grupo político”, disse Nilson.

Balanço das adesões


Dr. Pessoa

A coligação de Dr. Pessoa formada pelo MDB, PSB e PRTB já recebeu até agora o apoio de outros sete partidos para o segundo turno das eleições para prefeito em Teresina. O PL, que teve como candidato o deputado federal Fábio Abreu, anunciou na última quinta-feira (19) o apoio ao emedebista. O PTB, partido presidido pelo ex-senador João Vicente Claudino foi outra legenda que aderiu à campanha de Dr. Pessoa no segundo turno.

O Solidariedade, partido liderado pelo deputado estadual Evaldo Gomes, decidiu que irá seguir com o candidato do MDB. O Solidariedade fez parte da base de sustentação política do PSDB na capital, mas rompeu com o partido tucano desde o início da campanha eleitoral para seguir na oposição.

A vereadora eleita em Teresina, a advogada Fernanda Gomes (Solidariedade), veio à público declarar apoio ao candidato à Prefeitura de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), no segundo turno.


Fernanda Gomes

À imprensa, neste sábado (21), Fernanda afirmou que Pessoa tem um olhar especial para os problemas da cidade e que, portanto, o povo quer mudança. Ainda de acordo com ela, as propostas contidas no plano de governo do candidato do MDB visam realmente resolver as demandas conhecidas da Capital.

Em coletiva de imprensa realizada nesta manhã (20) o PSD, comandado pelo deputado federal Júlio César, anunciou o reforço na campanha do MDB nesse segundo turno. O partido teve como candidata a prefeita de Teresina a ex-secretária estadual de Agronegócio, Simone Pereira, 7ª colocada na disputa.

Em nota divulgada nesta quinta-feira (19) o PC do B também oficializou o apoio ao candidato do MDB. No primeiro turno o Partido Comunista do Brasil fez parte da composição que apoiou a candidatura do deputado estadual Fábio Novo (PT), 4º colocado na disputa pela Prefeitura de Teresina.

O PSC, que trouxe a maior surpresa na disputa pela Prefeitura de Teresina, devido ao desempenho de Gessy Fonseca, 3ª colocada com 50.221 votos, oficializou o seu apoio ao candidato emedebista também nesta sexta-feira (20), e manteve o seu discurso de oposição com a atual gestão tucana na capital. E o Partido dos Trabalhadores (PT), comandado pelo deputado estadual Francisco Limma, também declarou o apoio ao MDB. Em nota publicada na quinta-feira (19) a legenda anunciou o apoio ao Dr. Pessoa.

Por outro lado o PSDB, que possui a maior coligação majoritária, com 9 legendas, não recebeu o apoio de muitos partidos no segundo turno da disputa.

Das legendas com candidaturas própria no primeiro turno em Teresina, apenas o partido Cidadania, que teve como candidato o jornalista Mário Rogério, declarou apoio ao candidato do PSDB, Kleber Montezuma, totalizando assim 10 partidos apoiando o nome tucano.

O partido Republicanos, presidido em Teresina pelo deputado estadual Gessivaldo Isaías, que fez parte da composição majoritária encabeçada pelo Partido Liberal (PL) no primeiro turno, anunciou que todos os membros do partido estavam liberados para declararem apoio a qualquer um dos dois candidatos que disputam a Prefeitura de Teresina.

Três dos partidos que fizeram parte no primeiro turno da disputa para a Prefeitura de Teresina já anunciaram que não irão apoiar nenhum dos dois candidatos. São eles: PSTU, UP e PSOL.

Redação