Geral Local manchetes Política

Avanço de Dr. Pessoa nas pesquisas sinaliza que sua campanha pertence agora ao povo

Na mesma proporção em que o Dr. Pessoa cresce nas pesquisas, nessa reta final da campanha para prefeito de Teresina, aumentam também nas redes sociais os ataques e as agressões contra o candidato, principalmente de grupos ligados à candidatura do PSDB, que tem como postulante o ex-secretário municipal de Educação, Kleber Montezuma, lançado pelo prefeito Firmino Filho (PSDB) e “abençoado” pelo senador Ciro Nogueira (PP). “Mas essa campanha do Dr. Pessoa já não pertence mais ao candidato, pertence ao povo”, disse Dr. Francisco Pedrosa, do PDT.

Esses ataques através de fake news já são objeto de investigação da Polícia Federal. Por outro lado, de acordo com o médico Francisco Pedrosa, que é do grupo Resistência Trabalhista do PDT, tudo isso tem uma explicação: “As agressões, achincalhes e deboches contra o Dr.Pessoa se explicam – não se atira rebolo em manga bichada e nem se chuta cachorro morto”, parodiou.


Dr. Pedrosa

Para o médico, esses ataques têm uma razão “meridiana e cristalina”. Segundo ele, as agressões são resultados dessa liderança absoluta em intenções de voto que vêm se ampliando a cada levantamento. “A campanha do Dr. Pessoa já não depende e nem pertence mais ao candidato do MDB, não depende e nem pertence mais aos apoiadores, às lideranças. A campanha do Dr. Pessoa pertence ao povo”, assinalou Pedrosa.

Pedrosa disse ainda que Teresina vem sendo governada há décadas pela elite do atraso e que já não sabe mais o que é o povo. “Eles veem o povo de cima dos carros, nas carreatas; nós conhecemos e convivemos com ele – o povo – no dia a dia, nas filas dos hospitais, na hora da dor e do sofrimento; filas e sofrimentos causados por essa mesma elite insana”, disparou o médico.


Dr. Pessoa e o povo

Segundo Pedrosa, na hora que acusam e debocham do Dr. Pessoa, fazem isso também contra o povo. “É essa massa popular, sofrida, pobre e amargurada, que o Dr. Pessoa representa. Que continuem a atirar infâmias e vilipêndios contra o Dr. Pessoa, pois estarão fazendo contra nosso povo; e o povo unido, jamais será vencido. E esse povo se uniu em torno daquele com o qual se identifica e que o representa”, ressaltou.

Pedrosa faz um desabafo: “Essas mentiras das elites do atraso, incrustadas dentro da prefeitura de Teresina, vem se perpetuando durante trinta anos; como nunca tiveram discurso político, pois são broncos politicamente, vivem a mentir e a enganar, e fazer o povo de Teresina muito pobre; pra continuarem mentindo e enganando. Entraram em ‘fadiga de material’ física e mental, e o povo cansou de tanta iniquidade, roubalheira e atraso. O Baque agora é total. O povo tá com ressentimento e ódio dessa opressão desavergonhada que perdura por tanto tempo e que deixou mais 400.000 Teresinenses sem emprego. É uma cidade pobre e miserável por conta desse embuste chamado PSDB”.


Dr. Pessoa e seu vice, Robert Rios

No último levantamento realizado pelo DataMax, nesta terça-feira, 3, na pesquisa estimulada, o emedebista aparece com 40,30% das intenções de voto, enquanto Kleber Montezuma (PSDB), candidato oficial do prefeito Firmino Filho (PSDB) e do senador Ciro Nogueira (PP), vem em segundo lugar, com 22,48%. Computando somente os votos válidos, com eliminação de nulos e brancos, como apura o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na hora de contar os votos no dia da eleição, Dr. Pessoa amplia significativamente a vantagem, subindo para 46,70%, deixando Kleber Montezuma com apenas 26,07%.

Se consolidada a vitória no primeiro ou no segundo turno, Dr. Pessoa vai acabar com mais de três décadas do comando tucano em Teresina.

Redação