Local Municipios Política

Aliado do senador Ciro Nogueira em Amarante é alvo de operação contra o crime organizado

As coisas não andam muito boas para o lado do senador Ciro Nogueira, do PP-PI. Depois de participar de convenção em Parnaíba em que o prefeito Mão Santa (DEM) disse que universitários são todos “uns porcarias”, o que respingou na imagem do congressista, agora outro aliado seu, o prefeito de Amarante, Diego Teixeira (PP), é alvo de investigação da operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), do Ministério Público do Piauí (MP-PI), na manhã desta quarta-feira (09/09). Os agentes cumpriram mandado de busca e apreensão na casa do prefeito, que é suspeito de desviar recursos públicos das áreas de educação e infraestrutura.

A operação Cartão Vermelho, tem o objetivo de cumprir 13 mandados de busca e apreensão, sendo quatro em Amarante, sete em Teresina, um em Campo Maior e outro em Valença. Em Amarante, os mandados foram cumpridos na residência do prefeito (aliado do senador Ciro Nogueira), do secretário de finanças, em uma construtora e na casa do proprietário.

Já em Teresina, os mandados foram efetuados em um escritório de advocacia e em empresas de dedetização e de operação de cartão de crédito. Em Campo Maior, o mandado foi cumprido em uma empresa de fachada e em Valença a ação ocorreu em uma chácara.

As denúncias teriam partido da Câmara Municipal do município de Amarante. A ação é realizada em parceria com o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) e as Polícias Civil e Militar do Piauí.

Prefeito se posiciona

Em nota, o prefeito de Amarante, Diego Teixeira, informou que recebeu com surpresa a operação do Gaeco e afirmou “que está totalmente disposto a colaborar com as investigações que mostrarão que as denúncias são inconsistentes”. Vamos aguardar o desfecho da operação. (PH)

Redação