Destaques Geral Local Política

Advogado Carlos Henrique manifesta repúdio por atitude eleitoral e antiética do presidente da OAB-PI

Pré-candidato às eleições da Seccional Piauí da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PI), Carlos Henrique manifestou repúdio pela conduta do atual presidente da entidade, Celso Barros Coelho Neto, em participar de evento institucional usando botton eleitoral como candidato à reeleição.

Carlos Henrique questiona essa postura antiética de Celso Barros, usando eventos da instituição para tentar emplacar o seu nome na continuidade da gestão da OAB no Piauí. Ele pergunta se as despesas com combustível, alimentação e hospedagem para eventos no interior do Piauí usando seu botton eleitoral são custeadas pela classe.

“As despesas da viagem foram de campanha ou custeadas pela Instituição?”, questiona Carlos Henrique, afirmando que a categoria exige do presidente da OAB-PI prestação de contas desses seus deslocamentos em nome da instituição usando botton de campanha.

E é para evitar esse tipo de constrangimento para a classe que, segundo Carlos Henrique, uma de suas propostas é colocar a OAB-PI como prioridade e não a serviço de outros interesses. Por isso, propõe resgatar a independência da Ordem. “Infelizmente, nos últimos três anos, o advogado e a advogada não estão conseguindo exercer a sua profissão com dignidade, seja pela morosidade judicial, seja pela falta de apoio da Ordem”, pontuou.

O advogado fez questão de ressaltar a boa receptividade de suas propostas em todas as seccionais da Ordem pelo estado, principalmente por conta da sua militância como profissional da advocacia e pela sua independência, com a proposta de levar essas qualidades para dentro da OAB-PI. As eleições devem ocorrer no mês de novembro.

Jogo do Poder