Destaques Geral Local

Vereador Dudu: “Fábio Novo uniu o partido para as eleições deste ano em Teresina”

O deputado licenciado Fábio Novo, do PT, conseguiu unir o partido com vistas às eleições para a Prefeitura de Teresina este ano. É o que afirma o vereador Dudu, do mesmo partido, destacando que em conversa com o governador Wellington Dias pontuou que o deputado petista unificou a agremiação a partir de uma reunião ocorrida em novembro do ano passado.

Para o vereador, Fábio Novo está muito bem pontuado em Teresina como pré-candidato à Prefeitura da Capital. Na pesquisa do Instituto Amostragem divulgada nesta quinta-feira, 20, ele aparece na quarta colocação, com 5,29%, um pouco atrás do pré-candidato do prefeito Firmino Filho, Kleber Montezuma, do PSDB, que chega a um pouco mais de 9%. Nesse levantamento, Dr. Pessoa, do MDB, lidera, com 33,6%, seguido por Fábio Abreu, do PR, com 20,99%.

O vereador Dudu explicou que a pré-candidatura própria do PT não impede que o partido mantenha conversações com outros pré-candidatos da oposição, para que venham a se unir no segundo turno das eleições deste ano. “Temos um diálogo muito bom e fraterno. Eu particularmente me dou muito bem com o Dr. Pessoa, com o deputado Fábio Abreu, mas isso não quer dizer que a gente vá unificar. Uma coisa é certa, essa eleição é em dois turnos e teremos oposição no primeiro e no segundo turno. O Dr. Pessoa e Fábio Abreu sempre terão um diálogo com a gente, discutindo estratégias, eu inclusive defendo um diálogo permanente”, explicou.

Segundo o parlamentar da Câmara Municipal, o governador Wellington Dias, do PT, vem conversando com os demais pré-candidatos da oposição para definir a estrategia do primeiro turno. “O governador Wellington Dias não olha só para um lado. Teve alguns que racharam, como o Progressistas. O governador está tranquilo. O PT, MDB, PL … temos a estratégia de quem for para o segundo turno vai unificar forças. É tirar Teresina dessa onda, dessa paralisia, dessa falta de ação. O governador é do PT, mas foi eleito em um leque de aliança. Vai ter reunião com Fábio Novo, mas com todos. Vamos continuar esse diálogo com a oposição”, destacou. O acordo é manter a oposição unida em um eventual segundo turno.

Redação