Geral Internacionais Política

Tensão com a Rússia é culpa da arrogância dos EUA, diz último líder da União Soviética

A crise entre a Rússia e os países ocidentais tem origem na “arrogância” dos Estados Unidos após a queda da URSS, afirmou nesta sexta-feira (24) o último líder do país, Mikhail Gorbachev, 30 anos após o fim do regime soviético.

“Eles se tornaram arrogantes e autoconfiantes. Eles declararam vitória na Guerra Fria, quando salvamos juntos o mundo do confronto”, declarou Gorbachev à agência de notícias RIA Novosti.

A ampliação da Otan para as ex-repúblicas soviéticas é, segundo o presidente Vladimir Putin, a principal causa da crise entre a Rússia e o Ocidente, que considera a estratégia uma ameaça para a segurança de Moscou.

O Ocidente “decidiu construir um novo império, assim surgiu a ideia de ampliar a Otan”, disse Gorbachev, último presidente da União Soviética.

Putin pediu recentemente aos Estados Unidos e seus aliados a assinatura de um tratado que proíba a ampliação da Otan para o leste.

Washington, que considera inaceitáveis algumas de suas reivindicações, aceitou iniciar negociações em janeiro.

A renúncia de Mikhail Gorbachev do posto de presidente da URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas), em 25 de dezembro de 1991, marcou o fim do império soviético, o que Putin já chamou de “maior catástrofe geopolítica do século XX”.

Fonte: AFP