Destaques Geral Local Política

Sindicato dos Médicos denuncia falta de estrutura e segurança em Unidades Básicas de Saúde em Teresina

Estruturas físicas com necessidades de reparos e falta de segurança nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Teresina são dois pontos constantemente denunciados pelo Sindicato dos Médicos do Estado do Piauí (SIMEPI). Com as chuvas dos últimos dias, a situação agravou-se. A entidade recebeu registros fotográficos de algumas UBSs mostrando a situação precária em que os profissionais de saúde e a população que é atendida pelo SUS estão submetidos.

Nas UBS dos bairros Novo Horizonte, Dirceu Arcoverde e Real Copagre, tetos e forros quebrados, consultórios alagados, onde ambas são unidades porta de entrada para a Covid-19, o que deixa a situação ainda mais delicada. Nos bairros Planalto Uruguai e São João foram relatados problemas elétricos também.

Sobre a falta de segurança aos médicos e demais profissionais que trabalham nas UBS, o SIMEPI também recebeu a denúncia de que no último mês a unidade de saúde do bairro Renascença passou por assalto, onde os ladrões entraram pelo forro e deixaram sinais de tiros pela estrutura.

“O SIMEPI recebeu as denúncias que mostram o quanto as situações estão graves, sem contar que são três unidades de atendimento de Covid-19 a menos diante de uma pandemia que ainda não acabou. A prefeitura não se preparou e até o momento não há uma resposta concreta sobre como estes problemas serão solucionados”, conclui Samuel Rêgo, presidente da entidade.

Redação