Destaques Geral Local Política

SEMDUH promove ações de sensibilização sobre o descarte irregular de lixo na zona Leste

As equipes de limpeza da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH) deram continuidade ao trabalho de sensibilização da população sobre o descarte irregular de lixo, desta vez, na zona Leste de Teresina.

As ações de abordagem de porta em porta e divulgação de vinheta em carro de som iniciaram na quarta-feira (20) e encerram nesta sexta-feira (22), no bairro Morada do Sol.

Esta é a quarta zona da cidade onde a Coordenação de Limpeza Pública da SEMDUH está realizando o projeto de conscientização. O mesmo trabalho já foi realizado no bairro Mocambinho, zona Norte, no bairro Beira Rio, zona Sudeste, e no bairro Santa Cruz, zona Sul de Teresina.

A ação foi bem recebida pela população, que pediu para que seja feita com mais frequência.

Para a execução desse projeto, foram disponibilizadas três equipes de educação ambiental e três carros de som. Durante a ação, foram identificados lixo doméstico junto aos entulhos e repassadas as informações ao grupo do Programa Lixo Zero.

Também foi flagrado morador descartando entulho em via pública. O secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Edmilson Ferreira, acrescenta que o projeto será desempenhado semanalmente pelas equipes de educação ambiental, limpeza e fiscalização da SEMDUH, em todas as zonas da cidade.

“Além do serviço de conscientização, é importante dizer que também estamos montando campanas com a equipe do Programa Lixo Zero, com a finalidade de flagrar atos de infração e punir quem insistir no erro, pois jogar lixo em local proibido gera multa, que vai de R$ 369 a R$ 3.690”, frisa o gestor.

As equipes também notaram que em quase todos os quarteirões havia um ponto de descarte incorreto de resíduos e alguns moradores admitiram que estavam descartando em local incorreto. Ao todo, foram retiradas oito caçambas truncadas de resíduos.

O objetivo desse trabalho é reduzir os “lixões a céu aberto” provocados pela própria população, que usa as vias públicas e os terrenos ainda não murados para o descarte de todo tipo de resíduos. A SEMDUH mapeou alguns pontos “viciados” de descarte incorreto de lixo e é nesses locais onde os serviços de conscientização estão acontecendo.

Além de causar prejuízos à saúde pública aumentando a proliferação de mosquitos, jogar lixo em local proibido também entope as galerias e provoca alagamentos durante as chuvas.

As ações das equipes de limpeza estão acontecendo semanalmente, intercalando todas as zonas da cidade (Norte, Sul, Sudeste, Leste e Centro). E todos os meses serão listadas novas áreas no cronograma para que possamos chegar ao maior número de pessoas possível.

Mensalmente, a Prefeitura de Teresina gasta mais de R$ 400 mil com o descarte irregular de lixo. “Nosso prefeito, Dr. Pessoa, tem se preocupado muito com essa questão. Por ser médico, ele tem nos pedido o máximo de atenção e agilidade na solução desse problema, pois o lixo jogado na rua aumenta a proliferação de doenças e insetos, além de entupir as galerias da cidade e causar alagamentos quando chove”, finaliza o secretário.

Jogo do Poder

Fonte: Semcom