Destaques Geral Local Política

Sejus promove emissão de documentos em Penitenciárias de Teresina

A Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), em parceria com a Secretaria da Segurança, tem promovido, nas unidades penais do Piauí, o Projeto Registrar. O projeto consiste em emitir RG e CPF aos reeducandos que não têm as documentações e tem o intuito de garantir o direito ao acesso a serviços básicos como saúde, educação e serviço social. Nesta sexta-feira (5), cerca de 55 detentos da Penitenciária Regional Irmão Guido foram beneficiados pela ação.

De acordo com a coordenadora de serviço social da Sejus, Suzana Marreiros, o projeto existe desde o ano de 2015. “Por conta da pandemia, o projeto ficou parado, e nós retornamos este ano. É uma ação que tem grande importância, porque muitos internos chegam à unidade sem documentação e, por conta disto, eles não conseguem ter acesso aos programas de educação e saúde”, disse.

Ainda de acordo com a coordenadora, além da Penitenciária Irmão Guido, a atividade já passou este ano pela Penitenciária Prof. José de Ribamar Leite, Cadeia Pública de Altos e Penitenciária Feminina de Teresina. “Na última quinta-feira, as internas da Penitenciária Feminina tiveram a oportunidade de tirar seus documentos. As assistentes sociais das unidades realizam uma busca diretamente com os reeducandos e reeducandas, e solicitam as documentações necessárias aos familiares”, completou.

A Sejus planeja para que as 17 unidades penais recebam o Projeto Registrar até o ano de 2022. Ainda neste mês, a ação irá retornar para a antiga Casa de Custódia de Teresina.

Jogo do Poder

Fonte: Sejus