Geral Municipios Política

SAF entrega produto do Programa de Alimentação Saudável em Oeiras e Teresina

O Programa de Alimentação Saudável (PAS), executado pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), irá investir R$ 1 milhão na compra de produtos da agricultura familiar que serão entregues a famílias em vulnerabilidade social e situação de insegurança alimentar.

Na primeira etapa da iniciativa, estão sendo beneficiados mais de 150 agricultores com recursos no valor de R$ 638.841,41 cujos produtos serão entregues a duas mil famílias. As entregas iniciais foram realizadas nos municípios de Oeiras e Teresina. Em Oeiras, o programa vai beneficiar 65 famílias com investimentos no valor de RS 271.597,10, que serão usados na compra de 91,8 toneladas de alimentos.

De acordo com Clebio Coutinho, diretor técnico do Projeto Viva o Semiárido, que acompanhou a primeira entrega, essa é uma ação importante tanto para agricultura familiar como para as famílias em situação de vulnerabilidade. “Estamos em Oeiras realizando a primeira entrega do programa de Alimentação Saudável. Aqui, estão sendo contempladas quatro comunidades e 65 famílias, com a aquisição de 91,8 toneladas de alimentos da agricultura familiar. Todos os produtos estão sendo entregues para as quatro entidades socioassistenciais, aqui, no município. É com muita satisfação que nós, da Secretaria da Agricultura Familiar, presenciamos o início da execução do programa de Alimentação Saudável e comprovamos mais uma vez a potencialidade da agricultura do estado do Piauí”, afirmou.

Coutinho destaca a importância do programa pois, de um lado, está beneficiando os agricultores e familiares com a venda de seus produtos por um preço digno e sem a presença do atravessador e, do outro, ajuda as famílias em situação de insegurança alimentar que são atendidas por meio das entidades.

No município de Oeiras, os alimentos comprados dos agricultores estão sendo doados para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Cáritas Diocesana, Paróquia Nossa Senhora da Victória e a Fundação Dom Edilberto Dinkelborg. Juntas, essas instituições atendem mais de 600 famílias carentes do município.

Edvan Oliveira, coordenador de Projeto da Cáritas Diocesana de Oeiras, uma das entidades beneficiadas com o programa no município, destacou como os alimentos vão ajudar famílias que receberão. “Temos mais de 250 famílias cadastradas e esses produtos vieram em um momento muito oportuno. Nós estamos com uma grande variedade de produtos da agricultura familiar que serão entregues para famílias que passam por necessidade e até mesmo fome e que estão sem ter a oportunidade de buscarem o alimento do dia a dia. Para a gente, esse programa veio somar com as ações que a Cáritas já desenvolve, mais uma política pública que veio para beneficiar as famílias principalmente nesse momento de pandemia”, destacou.

Entre os produtos adquiridos pelo programa estão cheiro verde, milho, galinha, abóbora, macaxeira, banana, tomate cereja, quiabo, alface e melancia que foram entregues para as instituições de Oeiras pelas comunidades: Cantinho Corrente, Canadá Corrente, Queiroz e Cocos.

Para Maria Dalva, agricultora da comunidade quilombola Canadá Corrente, que realizou a entrega de alimentos em Oeiras, a venda dos alimentos vai ajudar a melhorar a renda, principalmente nesse momento de pandemia. “Essa é nossa primeira entrega para o projeto e será mais uma fonte de renda para nossa comunidade, pois vai melhorar a vida da gente. Esse projeto é muito importante, pois devido à pandemia, não temos como escoar nossa produção e esse projeto veio na hora exata. Nós vendemos aqui, entregamos e já recebemos o dinheiro que vai nos ajudar a melhorar nossa qualidade de vida”, explicou.

Em Teresina, as primeiras instituições a receberem os alimentos por meio do Programa de Alimentação Saudável (PAS) foram o Lar de Idosos Vila do Ancião e a Associação do Movimento Mais Amor. Os alimentos doados para as entidades de Teresina, adquiridos pelo programa, foram comprados de agricultores do Assentamento 17 de abril, que é atendido pela SAF.

De acordo com Francisca Moura, coordenadora do Movimento Mais Amor, umas das entidades beneficiadas, o movimento atende muitas famílias carentes da Vila Irmã Dulce, é que as doações serão de grande importância para fortalecer o projeto e ajudar as famílias. “Para nós, é uma alegria muito grande receber todos esses produtos, pois nós vamos poder atendendo, hoje, mais de 150 famílias com esses alimentos que estamos recebendo. Temos, aqui, frutas e verduras totalmente saudáveis e vindas diretamente do campo, da agricultura familiar. Nós do movimento só temos a agradecer à SAF e ao Governo do Estado que têm nos dado a oportunidade de recebermos esses produtos em nosso projeto e que sempre se preocupam com a alimentação saudável de quem realmente precisa”, declarou.

O movimento Mais Amor recebeu na primeira entrega, quatro toneladas de alimentos que vão beneficiar mais de 150 familiar. Os alimentos doados para as instituições são produtos orgânicos e comprados dos agricultores familiares atendidos pela SAF, ação que busca incentivar a comercialização da produção e a melhoria da qualidade de vida dos agricultores.

O Programa de Alimentação Saudável (PAS) é um programa de enfrentamento aos efeitos da pandemia, que atua dentro do PRO Piauí /PRO Social, e tem como objetivo dar apoio para os agricultores familiares, que produzem alimentação sem agrotóxicos, proporcionando a venda dos produtos por um preço justo. Executado com recurso do Governo do Estado do Piauí, o programa também conta com o apoio da Seplan e Emater, e em breve será lançado o segundo edital onde contemplará todos os territórios do estado. (Com CCom)

Jogo do Poder