Destaques Geral Local Política

Robert Rios avisa que Polícia Federal vai investigar pesquisas divulgadas pela Prefeitura de Teresina

O candidato a vice-prefeito de Dr. Pessoa (MDB), o ex-deputado estadual Robert Rios Magalhães (PSB), vem questionando os resultados das últimas pesquisas de intenção de votos divulgadas pela Prefeitura de Teresina acerca da preferência do eleitorado na disputa pela gestão municipal a partir de 2021.

Robert afirmou que os resultados são fraudados e advertiu que tudo será apurado no momento oportuno pela Polícia Federal. “Já disse publicamente duas semanas antes das publicações [das pesquisas], que elas viriam fraudadas porque os institutos são os mesmos que pegaram dinheiro da Covid-19 para fazer pesquisas para o Firmino Filho [prefeito]. Mas, tudo isso será apurado no devido tempo pela PF [Polícia Federal]”, declarou Robert.

Mesmo diante da insatisfação com as pesquisas recém-divulgadas, Robert Rios assegurou que nas ruas, o sentimento da população é de vitória do Dr. Pessoa. “O sentimento é de vitória tranquila. Até nessas pesquisas o candidato do prefeito [Kleber Montezuma] não tem chance em segundo turno”, analisou Robert Rios.

Em suas redes sociais, o candidato ironiza: “a diferença do doutor Pessoa e Fábio Abreu para Kleber era tão grande que o prefeito [Firmino Filho] comprou várias pesquisas para gerar credibilidade. Só o Ibope nacional/Rede Globo não compraram”.

Pesquisas

A pesquisa divulgada pelo Ibope no dia 16 de outubro afirma que Dr. Pessoa tem 34% das intenções de voto do teresinense para ser prefeito da cidade, praticamente o dobro do candidato Kleber Montezuma (PSDB), que surge na 2ª colocação, com 18%. O tucano está tecnicamente empatado com Fábio Abreu (PL), que aparece em 3ª lugar, com 16%. O candidato pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Fábio Novo, vem na 4ª colocação, com 6%.

Só que no dia 20 de outubro, menos de uma semana da divulgação do Ibope, o Instituto Amostragem divulgou pesquisa que apontava que Dr. Pessoa tinha 28,43% das intenções de voto, e Kleber Montezuma já aparecia na segunda colocação, com 23,14%, seguido de Fábio Abreu, com 16,69%, e Fábio Novo, com 6,12%.

Um dia depois, dia 21 de outubro, surge outra pesquisa, do Instituto Data O Dia, que já trazia os três primeiros colocados do Amostragem empatados tecnicamente, com Kleber Montezuma surgindo em primeiro lugar, com 22,53% das intenções de votos; Dr. Pessoa já caia para a segunda colocação, com 21,90%. Em terceiro lugar, o candidato Fábio Abreu, com 19,77%.

Reação

A coligação “Pra Cuidar da Nossa Gente”, que tem Dr. Pessoa como candidato a prefeito e Robert Rios como candidato a vice, reagiram imediatamente e procuraram os institutos Amostragem e Data O Dia para terem acesso às pesquisas. Mas isso foi negado. Então, a coligação provocou a Justiça Eleitoral, que nesta quinta-feira, 22, deu um prazo de 48 horas para os referidos institutos apresentarem todos os dados das pesquisas, incluindo os mapas, sistema interno de controle e questionários aplicados.

Depois do cumprimento da decisão judicial, as pesquisas serão averiguadas e duas novas serão realizadas pela coligação do Dr. Pessoa, com a mesma metodologia, para conferir os resultados.

Redação