Destaques Geral Local Política

Robert aponta problema na chapa tucana-progressista e denuncia ação de “milicianos” da PMT contra Dr. Pessoa

Como já comentamos no Portal Jogo do Poder, a escolha do pré-candidato a vice-prefeito na chapa de Kleber Montezuma (PSDB) para a prefeitura de Teresina, R. Silva (PP), pegou realmente de surpresa o mundo político da capital, mas de forma negativa, como um blefe. O pré-candidato a vice na chapa de Dr. Pessoa (MDB), ex-deputado estadual Robert Rios (PSB), se manifestou a respeito e também denunciou que milicianos pagos pela prefeitura estão plantando notícias falsas nas redes sociais contra Dr. Pessoa e Fábio Abreu (PL).

Sobre a escolha do vice na chapa da situação, Robert Rios disse que, se quisessem realmente disputar, a coligação com os tucanos teria escolhido outro nome, ao invés do vereador R. Silva (PP). Vale lembrar que alguns nomes considerados de peso foram antes ventilados para a imprensa, como o da deputada federal Iracema Portela, e o do deputado estadual Júlio Arcoverde, ambos do PP, além do nome do ex-prefeito de Teresina Sílvio Mendes.

Ao que parece, nenhum topou o desafio posto pelo presidente nacional do partido Progressistas, Ciro Nogueira, mesmo porque a performance de Kleber Montezuma na opinião pública é considerada negativa, com preocupante índice de rejeição perante a opinião pública.

Mas, segundo Robert Rios, o atual prefeito de Teresina, Firmino Filho, foi quem barrou o nome de Sílvio Mendes, por razões que se desconhece, embora as rusgas sejam antigas entre os dois políticos, que sempre negam, mas se sabe que a disputa dos dois pelo poder dentro do ninho tucano e no Palácio da Cidade existe, sim. “Eles acabaram escolhendo um nome que não ajudaria a chapa a ganhar”, observou o ex-deputado.

“Os dois [Montezuma e R.Silva] perderam a eleição de vereador aqui. Ciro queria o Sílvio Mendes que é um nome bem avaliado, Firmino não aceitou e Ciro se vingou com o R Silva. Se tivesse chance de ganhar [na disputa em Teresina], o vice seria outro”, afirmou Robert Rios.

“Milicianos na prefeitura”

O ex-deputado, que também já foi superintendente da Polícia Federal no Piauí, ressaltou que a chapa que tem o seu candidato a prefeito, Dr. Pessoa, e também o pré-candidato pelo PL, Fábio Abreu, estão sendo objetos de notícias falsas que estão sendo publicadas nas redes sociais.

Ele afirmou que vai ingressar com representação no Ministério Público para que a Polícia Federal investigue quem são os autores das fake news contra os dois pré-candidatos a prefeito. Porém, Robert Rios desconfia que o plantio de notícias falsas está partindo de pessoas da própria prefeitura de Teresina.

“Dezenas de milicianos pagos pela prefeitura estão nas redes sociais plantando fakes contra o Dr. Pessoa e Fábio Abreu. Muitos já foram identificados como terceirizados da prefeitura. Faremos representação ao Ministério Público para que a Polícia Federal possa agir. O prefeito pratica grave crime por contratar milicianos/cabos eleitorais com dinheiro público”, afirmou.

Redação