Destaques Geral Local Política

Reunião discute Políticas Públicas para mulheres trans, bissexuais e lésbicas de Teresina

Nesta quarta-feira (14), a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM) recebeu a gerente de Enfrentamento a LGBTFOBIA, Joseane Borges, vinculado à Secretaria Estadual de Assistência Social (SASC) que executa políticas públicas para a população LGBTQI+.

“Precisamos unificar esse diálogo entre prefeitura e estado, promovendo cidadania, para que as mulheres transexuais, bissexuais e lésbicas de Teresina possam ter acesso as políticas públicas, principalmente as que estão diretamente ligadas às pautas femininas”, afirmou Karla Berger, secretária da SMPM.

A necessidade da reinserção na educação básica para as mulheres transexuais foi um dos temas discutido na reunião. Segundo dados da Ordem dos Advogados do Brasil Nacional, 82% da população trans sofre com a evasão escolar.

“Em Teresina muitas mulheres trans não conseguem ter acesso à educação, gerando uma barreira social, e por isso acabam sendo expostas à violência, afinal sem o acesso ao estudo a população trans procura outras alternativas para sua sobrevivência, que potencializam sua situação de vulnerabilidade social”, relata a gerente Joseane Borges.

Ainda na reunião foi firmada uma parceria entre os órgãos, para buscar alternativas no atendimento à mulher, baseado na equidade de gênero, diversidade sexual e identidade de gênero. Por isso foi agendada uma visita da Gerente Joseane Borges ao Centro de Referência a Mulher em Situação de Violência – Esperança Garcia (CREG), para potencializar o atendimento as mulheres trans, lésbicas e bissexuais, caso necessário.

A secretária Karla Berger finalizou falando da importância de não invisibilizar nas políticas públicas para mulheres em virtude de sua identidade de gênero ou orientação sexual e reforçou que a secretaria faz política pública para todas as mulheres, independente das suas diferenças. (PMT)

Redação Jogo do Poder