Destaques Geral Local Política

Projeto Cinema na Escola ensinará estudantes a produzir filme

Com “Uma câmera na mão e uma ideia na cabeça!”, os estudantes da rede pública de ensino irão vivenciar o lema do movimento do Cinema Novo, durante a realização do projeto Cinema na Escola. A iniciativa foi lançada nesta terça-feira (19), no Centro de Ensino Médio de Tempo Integral (Ceti) Didácio Silva, localizado no bairro Dirceu Arcoverde II, zona Sudeste da capital, Teresina.

O projeto objetiva que os estudantes do Ceti sejam os protagonistas na criação de suas próprias histórias, com o olhar voltado para a produção cinematográfica, além de aprenderem sobre as técnicas de roteiro, fotografia, atuação para cinema, edição, corte, música, trilha sonora, acesso aos softwares de edição, dentre outros segmentos.

Em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e a Secretaria de Estado de Cultura (Secult), o responsável pelo desenvolvimento do projeto junto aos estudantes será Cícero Filho, diretor do grande sucesso nacional “Ai que vida”.

O cineasta explicou que os estudantes terão todo o conhecimento necessário para ao final produzir um filme. “É um projeto que quebra toda a monotonia de uma aula e traz como proposta a teoria e a prática de fazer cinema. Ao término destes nove meses de curso vamos ter um filme produzido pelos alunos e isto é maravilhoso. Estou muito feliz e empolgado para logo iniciar junto aos alunos as práticas e saber o que iremos produzir neste projeto lançado hoje”, ressaltou o cineasta.

O secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, destacou que o projeto Cinema na Escola é um piloto entre as atividades que buscam ter o estudante como protagonista e faz parte das propostas para o Novo Ensino Médio

“O Novo Ensino Médio tem a proposta de tirar a visão de que o currículo é fragmentado em disciplinas conteudistas e levar os itinerários formativos adaptados às realidades de cada escola e dos próprios estudantes colocando-os como protagonistas. Este é o piloto de um projeto que levará arte e logo iremos acompanhar a produção de um filme idealizado pelas mentes dos alunos e com o apoio do cineasta Cícero Filho”, pontuou o secretário.

Para iniciar, a primeira turma do projeto envolverá oito professores que ministrarão conteúdos aos 35 alunos selecionados para frequentar o curso. A produção, que terá como o objetivo final um filme, terá a carga horária de 200 horas/aula durante nove meses de produção.

Ana Beatriz Soares está entre as estudantes que irão participar do projeto. Ela comentou que irá aproveitar a experiência do programa para conhecer a área que pretende atuar no futuro.

“A minha expectativa é que o curso permita encontrar mais artistas nas diversas áreas artísticas e, ao final da produção do filme, tenhamos oportunidades em vários setores. Eu escolhi a área do figurino, pois esta é uma área que gosto de ler sobre, então pretendo ampliar o meu conhecimento em relação à moda e aprender mais sobre como fazer esta área com o olhar do cinema. Outra vantagem é o incentivo das pessoas próximas a conhecer o cinema que é feito aqui”, declarou a estudante.

A vice-governadora, Regina Sousa, é uma das idealizadoras do projeto e esteve no lançamento destacando a importância de a escola ser atrativa para que o aluno seja protagonista.

“Eu coloquei o projeto com o Cícero para os secretários Ellen Gera e Fábio Novo, com a proposta de cinema para os estudantes produzirem dentro de novos itinerários para o Ensino Médio, no sentido de eles realmente aprenderem como fazer o filme. Temos outras ideias para dinamizar a escola, torná-la mais atrativa para que os alunos gostem de estar na escola, assim, a escola de tempo integral irá se tornar atrativa”, declarou.

Jogo do Poder

Fonte: Seduc