Geral Municipios Política

Profissionais do CEREST e CAPS IJ de Caxias (MA) participam de ações da Campanha Setembro Amarelo

Nessa quinta-feira (9), a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), em parceria com o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), seguiu com ações relacionadas a campanha “Setembro Amarelo”, que aconteceu no Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil  (CAPS IJ). Ação contou com atividades de terapia ocupacional e técnicas de relaxamento para os servidores da unidade.

Para o coordenador da Rede de Atenção Psicossocial, Luís Fernando, a ação desenvolvida com os profissionais do CAPS IJ é importante para prepará-los para as demandas que virão após a campanha do Setembro Amarelo. “A primeira semana de setembro decidimos trabalhar a saúde dos nossos profissionais, uma vez que toda demanda que a gente vai despertar nesse mês de setembro vai chegar a culminar no Centro de Atenção Psicossocial. Hoje a gente está aqui no CAPS IJ, para realizar uma atividade em parceria com CEREST, cuidando da mente dos nossos trabalhadores porque quem cuida da mente, cuida da vida, sobretudo eles que estão na linha de frente desse cuidado. É uma atividade que a gente acha muito importante, já preparando para o setembro amarelo que está recheado de atividades”, disse.

O vice-prefeito, Paulo Marinho Júnior, esteve presente na ação e falou sobre os serviços de saúde mental do município. “A Prefeitura de Caxias tem tido uma série de ações durante todo o ano na questão da saúde mental, mas no Setembro Amarelo essas ações são intensificadas. Caxias tem índices muito elevados, no Maranhão como um todo, essa é uma realidade triste que a gente tem trabalhado no sentido de melhorar. Essas são mais uma das ações que os profissionais da saúde mental vêm implementando. Caxias tem toda uma rede de saúde mental estruturada e funcionando regularmente, o CAPS infantojuvenil, CAPS AD III, CAPS III, toda a rede funcionando efetivamente para também dar uma qualidade a saúde mental da população do nosso município”, frisou.

Brenda Amâncio, coordenadora do Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil, destacou a importância das ações para o cuidado da saúde mental dos profissionais de saúde. “Esse momento do Setembro Amarelo ele vem trazendo a importância da gente focar um pouco mais nas emoções, no sofrimento da pessoa. Nós enquanto profissionais de saúde não estamos livres disso, também temos problemas, temos nossas demandas e temos esse cuidado não só no mês de setembro, mas durante todo o ano com esses profissionais, principalmente depois da gente ter vivenciado uma Pandemia, é essencial e fundamental”, finalizou.

Jogo do Poder

Fonte: PMC