Geral Municipios Política

Profissionais de saúde de Caxias (MA) passam por capacitação sobre diabetes e hipertensão

Profissionais da Atenção Primária em Saúde de Caxias participaram de uma capacitação sobre condições crônicas com foco em pacientes hipertensos e diabéticos. A ação foi realizada no plenário da Câmara Municipal.

O objetivo da capacitação é aprimorar os conhecimentos dos profissionais sobre estratificação de risco, para que os pacientes com alguma dessas condições crônicas possam ser atendidos de acordo com a complexidade de seu caso. Além disso, durante o treinamento os profissionais também trataram sobre as formas de prevenção a essas doenças.

Andreia Almeida, coordenadora de Saúde da Mulher, destacou a importância da capacitação. “A Secretaria Municipal de Saúde, com a Atenção Primária, estão promovendo hoje uma oficina para os profissionais com condições crônicas, que são condições que você adquire e pode carregá-las durante toda vida ou por algum tempo. É importante um manejo adequado dentro da Atenção Primária, hoje estamos falando sobre a hipertensão e diabetes. Um terço da população brasileira carrega uma condição crônica, então é muito importante que a gente tenha essa atenção integrada à esse paciente para que ele possa ter uma melhor qualidade de vida”, frisou.

O médico, Henrique de Azevedo, falou sobre os temas abordados na capacitação. “O foco da nossa capacitação é trazer luz ao tema do aumento da hospitalização e de mortes por doenças tão fáceis de serem diagnosticadas, de buscar esse paciente, que as vezes está em casa, com hipertensão e diabetes e a gente não sabe, e quando é descoberto já está em estágio avançado. A gente quer capacitar os profissionais da Atenção Primária para descobrir esse paciente antes do desfecho ruim, melhorando assim a saúde da população e diminuindo os gastos que oneram o sistema hospitalar de Caxias”, contou.

A estratificação possibilita ao profissional de saúde saber qual o risco do paciente a fim de melhorar o controle do diabetes e da hipertensão arterial, que são patologias que se não evitadas ou cuidadas à tempo, podem ter consequências danosas ao paciente.

Bruna Beleza, coordenadora das Condições Crônicas na linha de hipertensão e diabetes, falou sobre os profissionais que são o foco da capacitação. “Nós vamos capacitar médicos, enfermeiros, dentistas e residentes que estão com a gente na Rede de Atenção Primária. Estes profissionais vão estar capacitados para a estratificação de pacientes hipertensos e diabéticos. O treinamento acontecerá em duas etapas, onde no primeiro momento estaremos tratando dos pacientes diabéticos e hipertensos e no segundo momento, vamos trabalhar em estratificar o risco em alto e baixo risco”, explicou.

“O treinamento de hoje é para que nós saibamos um pouco mais sobre a definição do paciente hipertenso e diabético, melhorar o direcionamento desse paciente, como o tratamento e a classificação de risco”, comentou Márcio Henrique, enfermeiro.

Fonte: PMC