Destaques Geral Local Política

Prefeitura reforçará ações educativas de enfrentamento ao trabalho infantil no final de ano em Teresina

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) vai intensificar as ações educativas de enfrentamento ao trabalho infantil e mendicância com crianças no final de ano. A reunião ocorrida, na manhã desta segunda-feira, (27), no auditório da Secretaria, debateu ações educativas e alinhamento de estratégias.

O debate das ações educativas reuniu a Gerência de Direitos Humanos (GDH), Gerência de Proteção Social Especial (GPSE), e os Agentes de Proteção Social (APS).

Segundo Eduardo Aguiar, secretário executivo de Políticas Integradas da Semcaspi, serão disponibilizados carros para as ações educativas, visando minimizar situações de vulnerabilidade.

“A questão do trabalho infantil é uma problemática diária que a gente vivencia aqui no município de Teresina, mas que a rede socioassistencial, juntamente, com a política de Direitos Humanos, tem se preocupado diretamente e efetivamente para que este processo seja minimizado. Desde crianças teresinenses, a timonenses e também venezuelanas, que fazem parte deste processo. Na reunião, foi oportunizado uma discussão de quais estratégias seriam colocadas em práticas neste período e foi oportunizado que a gente vai fazer sim ações educativas neste período de final de ano”, esclareceu.

Para André Santos, gerente de Direitos Humanos, as ações que serão realizadas na última semana de 2021, serão aplicadas também ao longo de 2022.

“A gente observou que este número tem crescido em decorrência do Natal, final de ano. Para minimizar esta situação, montamos estratégias, com ações mais precisas e imediatas. São ações que a gente vai fazer também ao longo do próximo ano. Iremos intensificar as abordagens, com os APS, dentro de Teresina e, se for o caso, solicitar um apoio dos conselhos tutelares, que são responsáveis pelos devidos encaminhamentos e são órgãos que zelam pelos direitos da criança e do adolescente, com base no ECA”, pontuou.

Fotos: Ascom Semcaspi

Fonte: Semcaspi