Destaques Geral Local Política

PPPs já impactaram vidas de mais de 3 milhões de pessoas no Piauí

O Piauí conta com quatro projetos de parceria público-privada (PPP) implantados e gerando resultados para a população. São aproximadamente 3 milhões de piauienses que já foram beneficiados de maneira direta e indireta pelas PPPs no estado. Isso é um reflexo da política de trabalho da Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc), cujos projetos de prestação de serviço priorizam o viés social, buscando atender aos objetivos de desenvolvimento sustentável e humanizar a gestão pública.

Um desses projetos é a PPP Piauí Conectado, que está provocando uma revolução digital no estado e já levou acesso à internet banda larga para 147 municípios, beneficiando mais de 2,5 milhões de piauienses. Até 2022, o estado ficará 100% conectado, gerando melhorias na prestação do serviço público e na qualidade de vida da população. A concessionária tem ainda uma parceria com a Cisco, para qualificação e empregabilidade da população. Mais de 5 mil piauienses já realizaram gratuitamente os cursos de educação digital disponibilizados pela iniciativa.

A média de atendimentos realizados durante a ação na CEF foi de 1 milhão.

A Piauí Conectado também facilitou que 1 milhão de pessoas recebessem o auxílio emergencial do Governo Federal no ano passado. A concessionária equipou colaboradores com tablets e as agências bancárias com pontos de acesso de internet livre, além de montar estruturas de proteção e grades para organizar filas na frente de quatro bancos para orientar a população sobre como baixar e utilizar o aplicativo da Caixa, e consultar a página do auxílio emergencial do beneficiado direto do próprio tablet.

Por suas contribuições com o desenvolvimento social, a Nova Ceasa se tornou referência mundial com o reconhecimento da ONU como a melhor PPP do mundo. São 700 permissionários fixos e 35 toneladas de alimentos comercializadas por mês. A PPP também implantou o Banco de Alimentos com o objetivo de captar, triar e distribuir gêneros alimentícios para mais de 7 mil pessoas em situação de vulnerabilidade, e o Banco de Saúde, um ambulatório inaugurado em março, no entreposto, que já atendeu cerca de 900 pessoas. O projeto também atende 20 crianças no centro infantil dentro da Nova Ceasa.  São filhos e netos dos permissionários que ficam no local enquanto os pais trabalham.

Não falta água na zona urbana de Teresina

Outro case de sucesso do programa de PPP do Piauí é a PPP de saneamento em Teresina. As mais de 700 mil pessoas residentes na zona urbana da capital podem contar com água tratada em casa de forma constante e consistente. A universalização do abastecimento de água tratada era a primeira meta do contrato de subconcessão do serviço com a Águas de Teresina e foi cumprida ainda em 2020, garantindo que todos os imóveis situados na área urbana da capital têm acesso à rede de água tratada. Em quatro anos de atuação, a Águas de Teresina também já gerou mais de mil empregos na capital piauiense e aplicou cerca de R$ 1 bilhão em ações de saneamento básico na cidade.

Desde a concessão dos terminais rodoviários de Teresina, Picos e Floriano para a Sociedade Nacional de Apoio Rodoviário e Turístico das Rodoviárias (Sinart), os espaços passam por um processo de melhorias na qualidade do serviço oferecido. Entre passageiros embarcados, desembarcados e pessoas circulantes por dia, as três rodoviárias movimentam, em média, 2.830 pessoas diretamente impactadas pela transformação na qualidade dos serviços. Segundo relatórios de pesquisa de satisfação, os índices de boas avaliações chegaram a mais de 98% apenas no primeiro trimestre de 2021.

Fonte: Suparc