Destaques Geral Local Política

Piauí tem a maior proporção do país de domicílios cadastrados em Unidades de Saúde da Família

Cerca de 944 mil domicílios (89,6%) dos domicílios piauienses possuem cadastro em Unidades de Saúde da Família (USF), a maior proporção do Brasil. No país, a média é de apenas 60%. As USFs são compostas por equipes multiprofissionais que atendem nas Unidades Básicas de Saúde ou nos domicílios. Elas são responsáveis pelo acompanhamento da população de determinada área geográfica, atuando na prevenção de doenças e na promoção da saúde na comunidade.

A proximidade da equipe de saúde com o usuário permite que se conheça a pessoa, a família e a vizinhança. Isso garante uma maior adesão do usuário aos tratamentos e às intervenções propostas pela equipe de saúde. O resultado é mais problemas de saúde resolvidos na Atenção Básica, sem a necessidade de intervenção de média e alta complexidade em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) ou hospital.

A Equipe de Saúde da Família está ligada à Unidade Básica de Saúde (UBS) local. Esse nível de atenção resolve 80% dos problemas de saúde da população. Entretanto, se a pessoa precisar de um cuidado mais avançado, a ESFfaz este encaminhamento.

A pesquisa aponta que moradores de 73,5% dos domicílios piauienses afirmaram ter recebido pelo menos uma visita de algum agente de endemias nos 12 meses anteriores à data da entrevista. Os agentes de endemias atuam visitando as residências para realizar ações de prevenção e controle de doenças como dengue, chagas, leishmaniose, malária, entre outras.

Redação