Destaques Geral Local Política

Piauí sobe 14 posições em solidez fiscal no Ranking de Competitividade do CLP

O Piauí subiu 14 posições no ranking do Centro de Liderança Pública (CLP) e é o nono estado brasileiro no pilar da solidez fiscal. Galgou ainda dez posições em Capital Humano, seis em Potencial de Mercado e três em Sustentabilidade Social. O anúncio deste desempenho foi feito durante o lançamento do Ranking de Competitividade dos Estados 2021, na manhã desta quinta-feira (30), em São Paulo, e contou com a participação do governador do Piauí, Wellington Dias.

O Piauí foi o estado que mais avançou na lista, especialmente devido aos investimentos e melhorias trazidos pelo Programa de Parcerias Público-Privada (PPPs) e ações realizadas em 2019 como regularização fundiária, investimentos em educação e melhoria do ambiente de negócios. Somam-se ainda as potencialidades como destino de investimentos em energias limpas e ofertas de serviços.

O governador Wellington Dias fez uma apresentação no evento onde destacou os principais investimentos feitos no Piauí. “Não é fácil, com tanta instabilidade política, social e econômica, criar um ambiente de confiança e implementar um plano que garanta solidez fiscal e compromisso social. Exige muita coragem, trabalho de equipe e determinação. No Piauí, a integração de esforços produz bons resultados e vamos seguir melhorando ainda mais. Solidez fiscal, compromisso social e com a sustentabilidade econômica e ambiental”, explicou o governador Wellington Dias.

Em sua apresentação, o governador destacou ainda que o Piauí se encontra com alto IDH, apresenta progresso na educação – com escolas de ensino médio em todo estado, aumento de investimentos em infraestrutura e tantos outros projetos que promovem o desenvolvimento. “Somos um estado com um grande potencial e estamos executando um plano traçado a longo prazo, que vai até 2022. Fizemos uma regularização fiscal e saímos de uma situação negativa para uma situação de capacidade de investimentos”, destacou.

Para o secretário de Estado da Fazenda, Rafael Fonteles, o ranking é o resultado de todo um trabalho em busca do equilíbrio financeiro. “O bom resultado no Pilar de Solidez Fiscal demonstra, de forma inequívoca, o grande trabalho do Governo do Estado em prol do equilíbrio das contas públicas. E vamos avançar muito mais nos próximos anos”, comemorou.

O ranking é uma iniciativa do Centro de Liderança Pública em parceria com a Tendências Consultoria e é composto por dez pilares e 86 indicadores. Com este conjunto de indicadores, o Ranking do CLP se torna uma ferramenta para fazer um diagnóstico preciso dos principais desafios que os estados brasileiros têm de enfrentar para alavancar a economia brasileira, e promover políticas públicas de qualidade para os cidadãos.

Para Luiz Felipe d’Avila, fundador do CLP, isso é resultado de um trabalho extraordinário que fez com que o Piauí pulasse seis posições em um ano. “O Piauí saiu de 26º para 20º em um ano e isso mostra a importância de quando um governo compra brigas para melhorar os indicadores de seu estado”, concluiu.

Jogo do Poder

Fonte: Redação CCom