Destaques Geral Local Política

Piauí não vai exigir prescrição médica para vacinar crianças contra Covid-19

O Piauí vai vacinar crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19 sem a exigência de prescrição médica, segundo informou o secretário estadual da Saúde, Florentino Neto, nesta segunda-feira (27). “Não vamos burocratizar a vacinação das nossas crianças. Assim que a vacina for encaminhada pelo Ministério da Saúde para o Estado, as crianças serão vacinadas, sem nenhum tipo de exigência”, afirmou o secretário.

Segundo ele, o Piauí se posicionou desde o início da pandemia a favor da ciência e da vida. “Fomos o segundo estado brasileiro a protocolar junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) documento solicitando a análise técnica para vacinação desse público de 5 a 11 anos”, destacou. O gestor lembra ainda que o Estado também começou a vacinar os adolescentes antes mesmo do envio das doses pelo Ministério da Saúde. “Para o governador Wellington Dias, vacinar todos os piauienses sempre foi uma prioridade”.

Conforme o secretário, a previsão é de que os imunizantes destinados para a vacinação das crianças cheguem no Piauí em janeiro de 2022. A vacina da Pfizer é a única aprovada no Brasil para esse público. As crianças também terão que receber a primeira e a segunda dose da mesma vacina.

Herlon Guimarães, superintendente de Atenção Básica à Saúde e Municípios da Secretaria de Estado da Saúde, destacou que toda a equipe técnica da atenção básica do estado está revendo a logística de recebimento e encaminhamento das vacinas, buscando aprimorar cada vez mais o trabalho que vem sendo feito desde o início da vacinação no Estado.

“Seguiremos a logística de distribuição que estamos aplicando desde o início da imunização do Estado. A partir do momento que o ministério nos informar sobre o envio das doses, teremos o pessoal capacitado para recebê-las e encaminhar para nossa rede de frio, e de lá fazer a distribuição pelo Estado. Qualquer recomendação específica para essas doses, nós definiremos a melhor maneira de garantir a chegada dos imunizantes até as crianças piauienses”, apontou o superintendente.

Cobertura Vacinal

O Piauí atingiu 73,77% da população total vacinada com duas doses ou dose única da vacina contra a Covid-19 e, ocupa o segundo lugar no ranking nacional, com o maior número de imunizados. “Isso é resultado de um trabalho criterioso realizado pelo Estado e municípios para proteger a população contra esse vírus que já matou 7.270 piauienses”, afirmou Florentino.

Para ele, a grande preocupação é a circulação da variante ômicrom do novo coronavírus, que deve contaminar, principalmente,  as pessoas que não se imunizaram ou não concluíram os ciclos de vacinação. “Por isso, quem estiver com a vacina em atraso deve procurar um posto de vacinação e atualizar a caderneta.  A vacina salva vidas, finalizou o secretário.”

Fonte: Ascom Sesapi