Destaques Geral Local Política

Piauí inicia imunização de pessoas com deficiência e recebe vacinas para quilombolas

No Dia Internacional da Síndrome de Down, comemorado neste domingo (21), o Piauí se torna o primeiro estado brasileiro a vacinar pessoas com deficiência contra a Covid-19.

Em ato símbolo realizado no Centro Integrado de Reabilitação -CEIR, cinco piauienses receberam a primeira dose do imunizante. Foram vacinados Pedro de Almeida Neto[síndrome de down], Walter dos Santos Falcão [autista],Francisco Pereira Torres[cadeirante], Iraci Matos [deficiência visual] e Bernardo Farias Couto [surdo].

A prioridade de vacinação das pessoas com deficiência contra Covid-19 no Piauí é determinada pela Lei nº l7.486, proposta pelo deputado Franzé Silva, aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador Wellington Dias.

O Secretaria de Estado para Inclusão da Pessoa com Deficiência , Mauro Eduardo, ressaltou a importância da vacinação de pessoas com deficiência. O gestor explica que este público é muito vulnerável ao coronavírus porque a maioria possui comorbidades.

“É um momento ímpar. As pessoas com deficiência são muito vulneráveis a esse vírus. Esse vírus é muito letal para essas pessoas. Posso citar aqui uma pessoa com síndrome de down. Existe pesquisa na Universidade de Oxford que mostra que o vírus nelas é 10 vezes mais letal, por exemplo”, explica.

Neste primeiro momento mil pessoas com deficiência em todo Piauí receberão as duas doses da vacina. O imunizante será distribuído de acordo com a proporcionalidade do quantitativo de deficiência de cada município. Inicialmente, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, serão vacinadas as pessoas com deficiência com mais de 60 anos e com alguma comorbidade ou institucionalizadas. A comorbidade deverá ser comprovada através de atestado ou laudo médico.

Quilombolas e pessoas acima de 70 anos

O Piauí recebeu, neste sábado (20), 85 mil doses de vacinas contra a Covid-19, que permitirão o início da vacinação da população quilombola e de idosos de 70 a 74 anos. Os imunizantes são a CoronaVac, do Instituto Butantan, e a Covishield, oriunda da parceria da Fiocruz com a Oxford/AstraZeneca.

“Com a chegada dessa nova remessa, vamos aumentar nosso público de vacinados. Agora, entramos na etapa de vacinação da população quilombola e de idosos a partir de 70 a 74 anos”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

As vacinas vão contemplar 100% da população quilombola, 78% do grupo de 70 a 74 anos , dar continuidade a Imunização dos idosos de 75 a 79 com mais 40% e 3,7 % para o grupo de trabalhadores da Saúde.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), por meio da coordenação de Imunização, inicia a entrega às Regionais de Saúde, na segunda (22). “O Governo do Piauí vem trabalhando para que possamos vacinar nossa população o mais célere possível e assim conseguirmos vencer essa pandemia”, ressalta Florentino Neto.

No Piauí, 172.582 pessoas já receberam a vacina contra a Covid-19. Sendo 130.069 a primeira dose e 42.515, a segunda. A vacinação de cada município pode ser acompanhada no site da Sesapi. (Com CV / CCom)

Redação