Geral Internacionais Política

Papa prega combate à violência contra a mulher em 1ª missa do ano

VATICANO, 1 JAN (ANSA) – O papa Francisco celebrou na manhã deste sábado (1º), na Basílica de São Pedro, uma missa dedicada a Maria e afirmou que “ferir uma mulher” é cometer um “ultraje” contra Deus.

Após ter desistido de presidir a celebração das Vésperas na última sexta-feira (31), havia a expectativa se o pontífice comandaria a primeira missa do ano, mas Jorge Bergoglio se apresentou normalmente para o compromisso deste sábado.

“Enquanto as mães doam a vida e as mulheres protegem o mundo, precisamos fazer de tudo para promover as mães e tutelar as mulheres. Quanta violência existe contra as mulheres! Chega! Ferir uma mulher é ultrajar Deus, que pegou a humanidade de uma mulher, não de um anjo, não diretamente, mas sim de uma mulher”, disse.

Em seguida, Francisco afirmou que as “mães sabem superar obstáculos e conflitos e infundir paz”. “Precisamos de pessoas capazes de tecer fios de comunhão que combatam os muitos arames farpados das divisões”, acrescentou.

O Papa também lembrou que o mundo ainda vive tempos “incertos e difíceis” por causa da pandemia e “da crise ecológica, das injustiças e dos desequilíbrios econômicos planetários”. “O novo ano começa com Deus que, nos braços da mãe, nos encoraja com ternura”, declarou.