Destaques Geral Local Política

Morre em Teresina o ex-governador Guilherme Melo, aos 68 anos

Morreu na madrugada desta quinta-feira (22), em Teresina, o ex -governador do Piauí Guilherme Cavalcante de Melo, aos 68 anos, vítima de câncer no cérebro.

Segundo informações de amigos mais próximos e familiares, a doença foi diagnosticada em dezembro de 2020, e ele chegou passar por cirurgia no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Aos poucos, foi perdendo a consciência e, nos últimos dias, já se encontrava em coma. Ele estava há duas semanas internado no Hospital de Terapia Intensiva (HTI).

Filho de João Mendes Olímpio de Melo e Luzia Cavalcante Melo, Guilherme Cavalcante de Melo era administrador de empresas, advogado e em menos de uma década foi deputado estadual, vice-governador e, em seguida, governador do estado do Piauí nos anos de 1994 e 1995. Ele era casado com Naira Danielle Melo.

O ex-governador deixa uma filha, a médica Cínthia Portella, de seu casamento com a deputada federal Iracema Portella.

Guilherme Melo foi deputado federal como suplente entre os anos de 1999 e 2002 e efetivamente permaneceu no mandato entre 17 de dezembro de 2002 a 15 de janeiro de 2003.

Como parlamentar do estado do Piauí, exerceu o mandato de deputado estadual pelo PPB, nos anos de 1987 a 1991; foi vice-governador pelo mesmo partido de 1991 a 1993 e no ano seguinte assumiu o comando do Estado.

Foi ainda secretário chefe da Casa Civil do Governo do Piauí (1983-1985); diretor presidente da então Companhia de Habitação do Piauí (Cohab), hoje Agência de Desenvolvimento Habitacional (2001-2002); assessor de diretoria Cohabita, em Brasília, DF; assistente administrativo Embrater, Brasília, DF; fundador e diretor-gerente da Terranova Reflorestadora e Agropecuária Ltda.; fundador e diretor-gerente da Imobiliária Primavera Ltda.; diretor da Associação Comercial do Piauí; assessor parlamentar da Câmara dos Deputados, Brasília, DF.

Guilherme Cavalcante de Melo era administrador de empresas, advogado e em menos de uma década foi deputado estadual, vice-governador e em seguida governador do estado do Piauí nos anos de 1994 e 1995. Assumiu o cargo de governador do Piauí no dia 30 de março de 1994, quando Freitas Neto renunciou para concorrer ao Senado Federal.

Atualmente, ele exercia cargo administrativo na Assembleia Legislativa do Piauí, local do velório do ex-governador.

Notas de pesar

Prefeitura de Teresina

A Prefeitura de Teresina manifesta o seu mais profundo pesar pelo falecimento do ex-deputado e ex-governador do Piauí, Guilherme Melo. Guilherme Melo ocupou diversos cargos públicos no Piauí, sempre exercendo-os com competência e dedicação.

O prefeito Dr. Pessoa se solidariza com a família enlutada ao tempo em que manifesta condolências a todos.

Governo do Estado

O Governo do Estado do Piauí manifesta seu profundo pesar em decorrência do falecimento do ex-governador Guilherme Melo.

Formado em Administração de Empresas pelo Centro Universitário de Brasília e Direito pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), atuou como empresário do ramo imobiliário, além de ter exercido inúmeros cargos públicos. Atuou recentemente como diretor da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), mas já exerceu os cargos de governador, vice-governador, presidente da Cohab/PI, entre outras funções públicas.

O ex-governador também exerceu cargos na área sindical e de conselhos, como presidente do Conselho de Administração; como pecuarista foi presidente da Associação Brasileira de Criadores do Gado Curraleiro Pé-Duro.

Guilherme Melo era casado com Naira Danielle Melo e deixa uma filha, a médica Cínthia Portella.

Neste momento de dor, o Governo do Estado do Piauí expressa as mais sinceras condolências à família, aos amigos e aos piauienses por essa imensurável perda e decreta luto oficial de três dias.

Jogo do Poder