Destaques Geral Municipios Política

Ministério Público pede a cassação da candidatura de Mão Santa e de seu vice

O Ministério Público Eleitoral (MPE), por meio do promotor Fernando Soares de Oliveira Júnior, da 3ª Zona Eleitoral de Parnaíba, ajuizou nesta quinta-feira (22) Ação de Investigação Judicial Eleitoral contra o prefeito Mão Santa e seu candidato a vice prefeito, Beto Sousa, respectivamente, por abuso de poder econômico.

O MPE quer a cassação da chapa por uso de recursos da Prefeitura para captação de apoiadores e votos nas eleições do dia 15 de novembro.

A esposa do prefeito, Adalgisa Carvalho de Moraes Souza, e a filha do casal Maria das Graças Moraes Souza Nunes também estão sendo investigadas. Elas são apontadas como as pessoas que estariam por trás da autorização do pagamento de horas “extras fictícias” a servidores que atuam nas ações básicas de saúde naquele município.

De acordo com a ação, o candidato a vice-prefeito de Parnaíba na chapa de Mão Santa teria feito o uso de “artifícios administrativos junto à Prefeitura de Parnaíba para cooptar o apoio político e votos juntos a classe de enfermeiros municipais”.

A investigação se deu após o vazamento de um áudio, em que Beto Sousa fala sobre o esquema com uma mulher que seria intermediária dos demais beneficiárias da fraude. (Com PH)

Veja o documento do MPE

MPE

MPE

https://piauihoje.com/uploads/editor/screenshot-20201022-224148-drive_098fd319aa2cd6dd8951f009334117c20e11ced5.jpg

MPE

MPE

MPE

MPE

MPE

MPE

MPE

MPE

MPE

MPE

MPE

Confira na íntegra pedido de cassação

Redação