Destaques Nacionais

Manifestações como as do domingo são ‘o grande problema’ do momento, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (8) a apoiadores na porta da residência oficial do Palácio da Alvorada que “o grande problema” do momento são as manifestações como as do domingo (7), em que pessoas em ao menos 20 capitais foram às ruas em defesa da democracia e contra o governo.

“O grande problema nesse momento é isso que vocês estão vendo aí, viram um pouco na rua ontem [domingo]. Estão começando a colocar as mangas de fora”, afirmou o presidente.

As manifestações foram pacíficas. A maioria dos manifestantes usou máscara durante os atos. Entre os cartazes, muitos tinham dizeres contra o racismo e o fascismo.

Aos apoiadores, Bolsonaro disse ainda que não pode resolver todos os problemas do país de uma vez. Ele fez uma analogia entre o Brasil e um corpo, e disse que assumiu um organismo com câncer.

“Vocês têm razão no que pleiteiam, no que falam. Agora, eu peguei um corpo com câncer em tudo quanto é lugar. Um médico não pode de uma hora para outra resolver esses problemas todos”, disse Bolsonaro.

Ele afirmou ainda que fará as arrumações que considera necessárias no país de forma gradual. E lembrou que, em novembro, vai indicar um ministro para o Supremo Tribunal Federal (STF). O ministro Celso de Mello se aposentará no segundo semestre.

“Eu vou indicar o primeiro ministro do Supremo agora em novembro, o primeiro. A gente vai arrumando as coisas devagar aqui”, afirmou.