Destaques Geral Local Política

Kits tecnológicos chegam às escolas estaduais para fortalecer estudo de robótica

A Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc), por meio do Centro de Formação Antonino Freire (Cefaf), fez a entrega de 50 kits de robótica, na última segunda-feira (8), para professores do Centro de Treinamento e Produção de Material Didático Tecnológico, que realizam projetos em 20 escolas da rede estadual. Os kits são doações do Mobieduca.me.

A robótica é uma ciência ciência que estuda as tecnologias associadas a concepção e construção de robôs a fim de que estes sejam capazes de executar um conjunto de instruções. O ensino dessa prática está cada vez mais comum nas escolas, por aproximar os estudantes das tendências tecnológicas do cotidiano.

A cerimônia de entrega dos kits aconteceu no Centro Estadual de Tempo Integral (Ceti) Helvídio Nunes, zona norte de Teresina, durante a feira de robótica da escola. O secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, esteve no evento e declarou que sair do modelo tradicional é uma forma de as escolas proporcionarem uma experiência mais rica para o aprendizado das crianças e adolescentes. Segundo o gestor, atualmente, a tecnologia é um recurso valioso para as escolas serem lugares mais atraentes para os alunos. “Sabemos que professores bem preparados e uma boa infraestrutura são fundamentais para cativar os alunos. Porém, é preciso pensar em alternativas para oferecer um currículo diferenciado que chame a atenção dos estudantes, sendo um preceito do Novo Ensino Médio. Esse é um dos aspectos que favorece o ensino da robótica, que vem sendo implementado experimentalmente em algumas de nossas escolas onde estamos obtendo bons resultados”, destacou.

Hoje em dia, um robô tem condições de fazer várias atividades, como limpar a casa, carregar objetos, emitir sons e se comunicar por sinais luminosos. Fazer com que uma máquina interaja com o ser humano é um desafio que estimula os alunos a ter mais engajamento com o ambiente escolar, como a jovem Elissandra Alvarenga, estudante do 1ª ano do Ensino Médio da Unidade Escolar Dom Severino, uma das 15 escolas participantes da feira de robótica. “Nosso projeto foi sobre o sensor de distância, que tem importância no ramo de automóveis alertando para acidentes, como também detectando a presença de pessoas nos ambientes. Na robótica, descobrimos novas coisas para facilitar nossa rotina, provocando em nós questionamentos. Com o avanço da tecnologia, é importante que nós, jovens, nos interessemos por isso, começando com coisas simples e se aprofundando”, relatou a aluna.

O coordenador dos projetos de robótica da rede estadual, Ranildo Lopes, explicou que a robótica faz com que os alunos tenham uma maior proximidade com a ciência e a tecnologia, áreas do conhecimento que geram grande interesse nos estudantes. Por isso, a programação de robôs gera uma série de benefícios para a qualidade do ensino. “Para compreender melhor o papel da robótica nas escolas, destacamos as vantagens que ela oferece aos alunos, como estimular o raciocínio lógico, fortalecer o espírito de equipe, fomentar a criatividade, melhorar o desempenho escolar, deixar o estudante mais conectado com o mercado de trabalho, dentre outros benefícios”, pontuou o professor.

A diretora do Ceti Helvídio Nunes, Auristela Torres, salientou que o evento é fundamental para mostrar o trabalho que alunos e professores vêm desenvolvendo com a robótica. “O kit vem pra ajudar no trabalho. Essa área do conhecimento leva o aluno a ter outra perspectiva de vida, com todas as disciplinas interagindo e aplicando no dia a dia dele, com a robótica”, afirmou.

Robótica nas escolas da rede estadual

O projeto de ensino de Robótica com Arduíno para Alunos da Rede Estadual visa inserir práticas de Automação, construção de robô e atividades de linguagem de programação para Robótica. Mais de 400 estudantes da 1ª e 2ª série do Ensino Fundamental são beneficiados.

Os professores realizam oficinas periódicas com conteúdos programáticos voltados aos conteúdos de Eletrônica, Programação e Robótica. Todos os docentes envolvidos no projeto são capacitados pelo Centro de Formação do Servidor Antonino Freire com os Cursos de Robótica, durante os dois anos, sob a orientação do professor Ranildo Lopes.

Glauciane Araújo, diretora administrativa do Mobieduca.me, revelou que o Kit Arduino Mobilab é parte integrante do projeto social Mobieduca.me. Ele possui componentes essenciais para projetos com Arduino, e é indicado para quem busca se aventurar na área de robótica. “Temos o entendimento que precisamos melhorar, a cada dia que passa, a educação publica do estado. Essa ideia do Mobilab surgiu do desejo de trazer para rede pública possibilidades como na privada e dar a oportunidade de nossos alunos chegarem a bons postos de trabalho em todo Brasil”, concluiu.

Jogo do Poder

Fonte: Ascom Seduc