Destaques Geral Local Política

Hora de ditar: projeto do CMEI Tia Jane une tecnologia e conhecimento

Com o objetivo de aproximar os alunos e diminuir a distância imposta pela pandemia, os Centros Municipais de Ensino Infantil da Secretaria Municipal de Educação (Semec) desenvolvem projetos que visam envolver aluno, família e escola. O Projeto “É minha vez de ditar”, do CMEI Tia Jane, vem agradando a todos e despertando emoções.

O projeto tem incentivado as crianças por meio da linguagem oral, uma oportunidade de expressar sentimentos em relação a temática trabalhada no ensino, além de ampliar as relações interpessoais, desenvolvendo atitudes de participação e cooperação.

“Neste trabalho, as crianças são protagonistas do saber e da criatividade. Após ser definido o aluno responsável pelo projeto em cada semana, eles ditam as palavras, contextualizadas com os fonemas que estão sendo estudados, para seus colegas de turma”, informa a professora Adriana Patrícia Rodrigues.

O uso de tecnologias também ajuda a chamar atenção das crianças, que são desafiadas a gravar vídeos, despertando a criatividade e envolvendo seus familiares. “As palavras ditadas pela criança deverão ter o fonema em estudo, proporcionando um maior repertório com o fonema ou temática do momento”, explica a professora.

No envolvimento dos trabalhos, as demais crianças devem tentar escrever as palavras ditadas pelo colega, revelando assim o nível de escrita em que se encontra. Ao final do vídeo, editado pela professora, tem a correção, momento de visualizar as hipóteses de escrita, perceber suas tentativas de acertos e fazer a correção, caso seja necessário. Essa etapa é importante principalmente por reconhecer e vibrar com os acertos.

“É minha vez de ditar” teve início em 2020, com apoio dos pais, e seu desenvolvimento surpreende, despertando cada vez mais interesse das famílias.

Jogo do Poder