Destaques Geral Local Política

HGV teve aumento de 200% nas internações de pacientes com Covid-19

O hospital atendeu, de abril de 2020 a março de 2021, um total de 1.072 pacientes, sendo que no mês passado apresentou o maior número de admissões.

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) divulgou, nesta terça-feira (6), o 17º Informe Epidemiológico da Covid-19. O boletim mostra que o mês de março apresentou uma elevação de 200% do número de pacientes internados em relação ao mês anterior.

Os indicadores são correspondentes ao período de 1º de abril de 2020 a 31 de março de 2021. O informe apresenta que o HGV atendeu, nesse período, um total de 1.072 pacientes, sendo que em março deste ano apresentou o maior número de admissões, com 228 pacientes, o que corresponde um aumento de 200% em relação ao mês anterior.

O boletim mostra ainda que 71% dos pacientes admitidos são provenientes de cidades do interior do estado. O diretor-geral do HGV, Osvaldo Mendes, diz que a situação ainda é muito preocupante e merece uma atenção maior, principalmente no interior. “Isso é um reflexo do não cumprimento das medidas restritivas nessa região”, destaca o gestor.

A coordenadora do Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente do HGV, Nirvania Carvalho, aponta que houve um aumento de casos na faixa etária abaixo de 60 anos. “Em fevereiro tínhamos 37% do total de casos nessa faixa etária e em março, tivemos 45% de internações com pessoas abaixo dos 60 anos”, explica a enfermeira.

O presidente da Fepiserh, órgão que gerencia o HGV, Ítalo Rodrigues, destaca que o hospital foi estruturado para atender à demanda, aumentando os leitos clínicos e de UTI. “ Hoje, o HGV possui 70 UTIs exclusivas para pacientes com Covid-19. É a maior estrutura do estado, no entanto, os números da pandemia crescem de uma forma que preocupa porque já chegamos ao limite de ampliação”, afirma o gestor.

Redação