Geral Local manchetes Política

Há mais de 1 ano como líder das pesquisas, Dr. Pessoa avalia que teresinenses querem mudanças

As pesquisas de opinião pública para as eleições municipais de 2020 em Teresina começaram a ser divulgadas em meados de 2019. De lá para cá, todos os levantamentos apontam sempre o Dr. Pessoa, candidato do MDB, na liderança absoluta, com percentuais iguais ou acima de 30%. Ou seja, há um ano, o emedebista é o principal destaque na preferência do eleitorado teresinense. Para o candidato, esses estudos traduzem a vontade popular dos teresinenses por mudanças na gestão municipal, engessada ao longo de décadas.

Só para citar algumas dessas pesquisas, o Data AZ divulgou o levantamento no dia 1º de agosto de 2019, com o Dr. Pessoa em primeiro lugar, com um percentual de 34,31%, trazendo o capitão Fábio Abreu, do PL, também, como nas pesquisas seguintes, na segunda colocação, com 19.01%. O ex-prefeito Sílvio Mendes era lembrado como provável candidato do Palácio da Cidade, com 15,05%.

Outra pesquisa, dessa vez do Instituto Amostragem, divulgada no dia 14 de outubro de 2019, destacava Dr. Pessoa em primeiro lugar, com 32,84%, com o capitão Fábio Abreu com 22,96%. Na terceira colocação aparecia o ex-deputado estadual Robert Rios, do PSB, com 6,42%. Mas, na época, o ex-superintendente da Polícia Federal já vinha sendo apontado como pré-candidato a vice de Dr. Pessoa, como hoje se consolida.

Em outra pesquisa, a do GP1, divulgada no dia 6 de dezembro de 2019, o Dr. Pessoa se consolidava na liderança, com um percentual de 33,7%, e mais atrás vinha Fábio Abreu, com 17,8%. Sílvio Mendes era lembrado por 15,4% dos eleitores consultados, figurando na terceira colocação.

No dia 7 de março de 2020, o Instituto Credibilidade divulgou nova rodada de pesquisa, com Dr. Pessoa sempre na frente, com 35% da preferência do eleitorado teresinense. Na pesquisa estimulada, o cenário trazia Dr. Pessoa, Fábio Abreu, Fábio Novo, Silas Freire, Kléber Montezuma e Georgiano Neto, com o seguinte escore: Dr. Pessoa com 37,12%, Fábio Abreu fica com 17,12% (em janeiro, era 19,38%), Fábio Novo subia dois pontos em relação à pesquisa de janeiro e ia a 11%.

Com vemos, a performance de Dr. Pessoa continua muito forte. Em agosto, o Instituto Opinar divulgou pesquisa já com os candidatos definidos para as eleições deste ano, destacando o Dr. Pessoa em primeiro lugar com 35% das intenções de voto, Fábio Abreu com 19,5% e Kleber Montezuma, do PSDB, candidato oficial do prefeito Firmino Filho, com 13,5%.

Nova pesquisa divulgada pelo Instituto Amostragem no dia 20 de agosto deste ano colocava Dr. Pessoa, absoluto na primeira colocação. Na intenção de voto estimulada, a pesquisa destacava o médico-cirurgião com 33,06%, seguido por Fábio Abreu, do PL, com 20,99%. O pré-candidato apoiado pelo prefeito Firmino Filho, Kleber Montezuma, aparecia muito atrás, com apenas 9,92%.

Na pesquisa divulgada pelo Credibilidade, nessa segunda-feira, 21, Dr. Pessoa lidera a pesquisa espontânea com 27,50%, 1,12% a mais que em agosto. Fábio Abreu caiu de 18,38% para 15,62%, mas ainda mantém a segunda colocação. Kleber Montezuma tinha 11,62% em agosto e agora tem 13,12%, subindo 1,5%, estacionando na terceira colocação. Já na pesquisa estimulada, o quadro é o seguinte: Dr. Pessoa lidera com 33,75% (em agosto eram 31,78%), depois vem Fábio Abreu com 18,25% (em agosto eram 21,12%), seguido por Kleber Montezuma com 15,12% (em agosto eram 14,25%) e Fábio Novo com 11,62% (em agosto eram 9,63%).

Nesta terça-feira 22, o Instituto Amostragem/Meio Norte também divulgou sua pesquisa, com o emedebista disparado na primeira colocação, com 32,07%. Em segundo lugar aparece Fábio Abreu (PL) com 20,17%. Kleber Montezuma (PSDB) vem em seguida com 13,88%. Fábio Novo (PT) tem 6,94%. Candidato oficial do Palácio da Cidade, o tucano psdebista está atrás 18,82% do líder da pesquisa.

A opinião do Dr. Pessoa

O candidato Dr. Pessoa, em entrevista a esta portal Jogo do Poder, disse que o resultado desses estudos lhe desperta ainda mais a vontade de continuar fazendo o que sempre fez: trabalhar pelos mais humildes, não se esquecendo de que Teresina é composta do pequeno e do grande que anseiam por uma cidade com mais oportunidades.

Seu plano de governo, disse ele, contempla todas as classes e, especialmente, os mais vulneráveis, aqueles que dependem da intervenção ostensiva do poder público municipal para propiciar melhor qualidade de vida, sistema de saúde e de educação mais eficientes, sistema de transporte que contemple toda a cidade e a zona rural, estímulo à produção rural e urbana, estímulo aos pequenos negócios, oportunidades de geração de emprego e renda.

“Estou muito otimista, e essas pesquisas, essa preferência do teresinense pelo meu nome reflete a necessidade de mudança. A cidade não suporta mais ficar parada, estacionada, com gestões que não inovam, que não acreditam no potencial desse povo, e esse povo só quer crescer, quer ver a cidade crescer, quer uma cidade mais ambientalmente saudável, mais inteligente. Estou confiante de que poderemos vencer no primeiro turno. Mas vamos continuar trabalhando, continuar firmes nesse propósito de oferecer o melhor para a nossa gente”, finalizou.

Redação