Geral Internacionais Política

Grupos de extrema-direita planejam ato de apoio a Trump em Washington

Grupos de extrema-direita e outros apoiadores do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, planejam se reunir em Washington no sábado em uma demonstração pública de apoio à alegação infundada de Trump de fraude eleitoral generalizada na votação de 3 de novembro.

O republicano Trump tem se recusado a admitir que perdeu a eleição para o democrata Joe Biden, agora presidente eleito, aumentando as tensões. Apoiadores de Trump, incluindo parlamentares republicanos, defenderam as alegações do presidente de que a eleição foi roubada.

Os protestos na capital dos EUA reunirão personalidades de extrema-direita, incluindo o teórico da conspiração e criador do Infowars, Alex Jones, e o autodenominado “nacionalista americano” Nicholas Fuentes. A milícia Oath Keepers e os Proud Boys, de extrema-direita, também disseram que seus membros estarão presentes. Alguns grupos de esquerda estão planejando contraprotestos.

Além do evento de Washington, atos pró-Trump e contraprotestos estão previstos em outras grandes cidades do país.

“É comovente ver todo o apoio enorme por aí, especialmente os protestos orgânicos que estão surgindo em todo o país, incluindo um grande no sábado em DC. Posso até tentar passar lá e dizer olá”, escreveu Trump no Twitter nesta sexta-feira.

A polícia tinha alertado sobre potencial violência em torno da eleição, inclusive de grupos extremistas, o que até agora não aconteceu. Especialistas em grupos extremistas disseram que os protestos de Washington têm possibilidade de se tornar violentos se os manifestantes entrarem em conflito com representantes dos contraprotestos. (Uol)

Redação