Geral Internacionais Política

Greta Thunberg e Vanessa Nakate lideram ato pelo clima em Milão

As ativistas Greta Thunberg, da Suécia, e Vanessa Nakate, de Uganda, lideraram hoje um protesto contra a crise climática em Milão, cidade da Itália que recebe uma reunião preparatória para a COP26 até 2 de outubro.

A manifestação faz parte da onda de greves estudantis iniciada por Greta em 2018, sempre às sextas-feiras, para cobrar ações efetivas dos governos em defesa do clima.

Muitos dos ativistas presentes no ato participaram da Youth4Climate, conferência de jovens organizada pelo governo italiano entre 28 e 30 de setembro, também em Milão, para formular propostas para a pré-COP.

A passeata de hoje começou no Castello Sforzesco, atravessou a Piazza Affari, sede da Bolsa de Valores de Milão, e depois seguiu em direção ao centro de conferências que recebe a reunião ministerial preparatória para a COP26.

Além de slogans em defesa da justiça climática e contra a inação dos governos, os manifestantes entoaram “Bella ciao”, célebre canção antifascista italiana.

Também houve coros contra o ministro da Transição Ecológica da Itália, Roberto Cingolani, que disse recentemente que os “ambientalistas radicais chics e ideológicos são piores que a catástrofe climática”. “Quem não pula é o Cingolani”, cantaram os manifestantes, usando um coro típico dos estádios de futebol no país.

Segundo o movimento Fridays for Future (Sextas-Feiras pelo Futuro) na Itália, o protesto reuniu cerca de 50 mil pessoas, mas a polícia de Milão fala em 7 mil participantes.

Jogo do Poder

Fonte: Ansa