Destaques Geral Local Política

FMS esclarece sobre aplicação de imunizantes interditados

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) emitiu nota de esclarecimento sobre a aplicação de 867 doses da vacina Coronavac, cujo lote depois foi interditado pelo Ministério da Saúde. O presidente da FMS, Gilberto Albuquerque, disse à imprensa, na manhã desta sexta-feira, 17, que os teresinenses vacinados com os imunizantes suspensos serão monitorados pela Fundação.

“Nós temos o nome, endereço e contato telefônico dessas pessoas. Portanto, é de fácil controle. Manteremos esse contato, vigilância para efeitos colaterais. Tão logo seja liberado pela Anvisa, a gente comunica a essas pessoas que não haverá mais essa vigilância”, destacou Gilberto Albuquerque.

A FMS, antes, havia negado a aplicação dessas doses, mas o presidente da FMS justificou: “Essa suspensão veio em duas etapas. Na sexta-feira, quando foram comunicados o número dos lotes suspensos, o nosso estava previsto para ser administrado sábado e domingo. Então, suspendemos esse lote. Na segunda-feira, foram acrescentados mais alguns números de lotes e nesses novos números havia um lote que havíamos administrado cerca de 800 doses”.

Na nota, a FMS reforça que as pessoas vacinadas com esse lote devem concluir os seus esquemas vacinais, na data aprazada em seus cartões de vacina com o imunizante do mesmo laboratório com os lotes liberados pela ANVISA (Agência de Vigilância Sanitária) e disponibilizados nos pontos de vacinação.

Confira a nota na íntegra:

A Fundação Municipal de Saúde de Teresina, por meio da Coordenação de Imunização da Campanha de Vacinação contra COVID-19, informa que foram administradas 867 doses da vacina CORONAVAC (L202106038) entre as datas 30.07 e 01.09.2021 e que posterior ao uso foi publicado em 04.09.2021, pelo Ministério da Saúde, Oficio circular Nº 31/021/SECOVID/GAB/SECOVID/MS que determinou a interdição cautelar proibindo o seguimento da distribuição e utilização desse lote de imunizantes, que envasados em um local de fabricação ainda não autorizados pela ANVISA, tão logo publicado esse ofício pelo Ministério da Saúde o referido lote, foi removido dos locais de vacinação geridos pela FMS e nenhuma dose foi administrada após a suspensão.

As pessoas vacinadas com esse lote devem concluir os seus esquemas vacinais, na data aprazada em seus cartões de vacina com o imunizante do mesmo laboratório com os lotes liberados pela ANVISA e disponibilizados nos pontos de vacinação.

O mesmo ofício faz referência ao lote 202107101H do qual a FMS recebeu 11.920 doses, as vacinas deste lote não foram utilizadas e permaneceram retidas na rede de frio, tendo sido devolvidas a SESAPI.

Esclarecemos que o Instituto BUTANTAN noticiou em seu site que alertou a ANVISA por “extrema precaução” tendo atestado a qualidade das doses que foram suspensas e que o próprio instituto garante que o imunizante é seguro para a população.

A FMS aguarda atualizações no processo de análise dos lotes pela ANVISA, conforme Nota Informativa Nº 187/2021- CGPNI/DEIDT/SVS/MS e qualquer outra orientação destinada aos vacinados com esse lote serão amplamente divulgadas na mídia e tomadas as medidas cabíveis.

A FMS tem seguido todas as NOTAS TÉCNICAS, medidas cautelares e orientações do Ministério da Saúde na execução da Campanha de Imunização contra a COVID-19.

Jogo do Poder

Fonte: FMS