Destaques Geral Local Política

Florentino Neto defende a mobilização de agentes de saúde na vacinação contra a Covid-19

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, conclamou uma mobilização dos agentes comunitários de saúde para concretizar a imunização da população piauiense contra a Covid-19. O apelo foi feito durante a Oficina Brasil Previne, que contou com a participação dos secretários municipais de Saúde do Piauí.

Para o gestor, esses profissionais têm um papel fundamental nesta etapa da campanha. “Nós queremos pedir um esforço de todos com relação à campanha de vacinação, em todas as etapas. Estamos entrando na terceira dose da população em geral, porém temos que fazer um trabalho de busca ativa relacionada a esses mais de 214 mil piauienses, que precisam voltar para a segunda dose. Pedimos que cada agente de saúde vá até sua comunidade e convoque aqueles que ainda não completaram seu esquema”, enfatiza o gestor.

No Piauí 214.353 pessoas precisam voltar aos postos de vacinação para completar seu esquema vacinal, com a segunda dose. Nesta semana o secretário Florentino Neto anunciou ainda que a partir da próxima segunda-feira (22) o Piauí pode iniciar a dose de reforço em indivíduos acima de 18 anos, como foi estabelecido pelo Ministério na Saúde. A expectativa é vacinar 2.388.491 pessoas com a terceira dose.

Oficina

A Oficina Brasil Previne, realizada pelo Ministério da Saúde para explicar aos secretários municipais de saúde a nova modalidade de financiamento da Rede de Atenção Primária, está acontecendo ao longo desta quinta-feira (18), de forma híbrida, e conta com a participação da Sesapi, Conselho Nacional do Secretários Municipais de Saúde, Conselho Estadual de Secretários Municipais de Saúde e representantes da atenção primária dos 224 municípios do Piauí.

O objetivo desse encontro é capacitar os estados e municípios quanto à organização do novo financiamento e seus componentes. “A atenção básica foi de suma importância para o avanço da campanha de vacinação contra a Covid-19. E qualificar esses gestores para o fortalecimento dessa rede é de grande essencialidade”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

O Programa Previne Brasil foi instituído em novembro de 2019 é um novo modelo de financiamento que altera algumas formas de repasse das transferências para os municípios, que passam a ser distribuídas com base em três critérios: captação ponderada, pagamento por desempenho e incentivo para ações estratégicas. O princípio é aumentar o acesso das pessoas aos serviços da atenção primária à saúde e o vínculo entre população e equipe.

Jogo do Poder

Fonte: Sesapi