Destaques Geral Local Política

“Farinha do mesmo saco” – Pré-candidatos da oposição e presidente estadual do PT reagem à declaração de Firmino Filho

O presidente estadual do PT, deputado Francisco Limma, e o também deputado Fábio Novo, pré-candidato a prefeito de Teresina pelo PT, reagiram indignados com a declaração do prefeito da Capital, Firmino Filho, que afirmou que os principais pré-candidatos de oposição à prefeitura são todos “farinhas do mesmo saco”. O pré-candidato a prefeito pelo MDB, Dr. Pessoa, também já se manifestou sobre isso e disse que o gestor da capital não tem o que fazer e devia se preocupar com as investigações da Polícia Federal sobre fraudes nos órgãos públicos municipais.

Para Francisco Limma, essa postura ácida de Firmino reflete o desespero do gestor que estaria temendo perder as eleições na capital com a derrota do pré-candidato do PSDB, professor Kleber Montezuma. “Ele está com medo de perder a eleição, pois a farinha do saco dele é só ‘crueira’, muito ruim de vender”, retrucou.

Fábio Novo, por sua vez, chamou o prefeito Firmino Filho de mal-educado, amargurado e triste. “Essas expressões chulas não condizem com a liturgia do cargo de um prefeito da capital ou de qualquer autoridade que represente a sociedade”, lamentou o deputado petista.

O petista disse que não ia descer ao nível do prefeito Firmino Filho. O seu propósito como pré-candidato, segundo ele, é andar por Teresina, escutar as pessoas, ouvir seus problemas, para que possa implementar, caso seja eleito, um novo olhar para a cidade. “Firmino tá triste e amargurado. Teresina lhe deu quatro chances de administrar a cidade, mas deixou vários problemas sem solução como o sistema de Integração e a regularização fundiária. Ele tenta desqualificar quem se apresenta como alternativa. Já me chamou de corsário, laranja, boi de piranha e agora farinha do mesmo saco”, reclamou Fábio Novo.

Mas disse que Firmino conhece a sua capacidade, pois foi esse mesmo prefeito concedeu a ele a maior comenda da cidade, a Medalha Conselheiro Saraiva. “O próprio Firmino sabe quem eu sou. Sabe das minhas virtudes. Se eu fosse farinha do mesmo saco, ele não teria me homenageado com a Medalha Conselheiro Saraiva pelos meus serviços prestados à Teresina”, lembrou.

Em outra ocasião, o pré-candidato pelo MDB, Dr. Pessoa, disse que “Firmino não tem o que fazer e deveria se preocupar era com a Polícia Federal nos órgãos públicos municipais e com o seu próprio histórico e do seu grupo, envolvido em Lava Jato e Odebrecht. “Agora, eu sou independente, distante desse grupo do Palácio da Cidade, mais uma vez envolvido com a Polícia Federal”, revidou.

Redação