Geral Internacionais Política

EUA doarão 500 milhões de doses de vacinas extras a países mais pobres

O governo dos Estados Unidos vai comprar e distribuir aos países com menos recursos 500 milhões de doses suplementares da vacina contra covid-19 da Pfizer, anunciaram fontes do governo americano hoje.

Desta maneira, Washington elevará para mais de 1,1 bilhão a doação total de doses.

De acordo com as mesmas fontes, que pediram anonimato, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, quer estabelecer uma “meta ambiciosa”, pela qual cada país, incluindo os mais pobres, “alcance 70% de vacinação” em sua população dentro de um ano.

O anúncio deve ser feito pelo presidente democrata ainda hoje em uma reunião de cúpula virtual sobre a luta contra a pandemia.

“É um compromisso imenso dos Estados Unidos. Para cada dose que administramos neste país até agora, estamos doando três doses a outros países”, disse uma funcionária da administração americana.

As vacinas serão compradas a preço de custo e distribuídas por meio do mecanismo internacional Covax.

Até o momento, o governo dos Estados Unidos doou quase 160 milhões de doses para mais de 100 países diferentes.

De acordo com o OurWorldInData, 43,5% da população mundial recebeu ao menos uma dose de vacina.

Mas este número, elevado pelo ritmo de vacinação nos países desenvolvidos, esconde imensas desigualdades e há países com menos recursos onde apenas 2% da população recebeu ao menos uma dose da vacina

“Esta reunião tem como ambição decretar o início do fim da pandemia”, de acordo com fontes americanas. “Isto vai exigir muito trabalho”.

A pandemia de covid-19 provocou mais de 4,7 milhões de mortes no mundo desde o fim de dezembro de 2019, segundo o balanço da AFP com base em números oficiais.

Porém, a OMS calcula que o balanço da pandemia pode ser duas ou três vezes mais elevado.

Jogo do Poder

Fonte: AFP