Destaques Geral Local Política

Equipes do Lagoas do Norte e Banco Mundial finalizam missão de monitoramento

A semana de missão virtual de acompanhamento do Programa Lagoas do Norte com a equipe do Banco Mundial, encerrou nesta sexta-feira (23). Em pauta, os projetos, ações e obras que estão em andamento e a prospecção do que o Lagoas do Norte poderá executar durante a sua vigência.

Na reunião de encerramento, o secretário municipal de Planejamento e Coordenação, João Henrique de Almeida Sousa, ressaltou a importância que o programa tem para a zona Norte da cidade sob os aspectos social, de saneamento básico, drenagem, cultura, economia, meio ambiente, gestão pública, educação e saúde da população, com foco na melhoria de vida das pessoas que vivem nos 13 bairros de abrangência.

“Queremos continuar fazendo do Lagoas do Norte um programa com projeção nacional e internacional como um case de sucesso e exemplo a ser seguido”, declarou João Henrique Sousa durante a reunião de encerramento.

De acordo com o diretor geral do programa, Bruno Quaresma, a missão foi uma oportunidade de conhecer mais profundamente todos os projetos e ações que o Lagoas pretende realizar nesta segunda fase.

“Tivemos uma semana muito proveitosa com essa missão. Estou fazendo parte da equipe há pouco tempo e é uma oportunidade de aprendizado e de mais integração. O Lagoas do Norte é um programa muito abrangente e estamos focados em direcionar todos os projetos para que ele alcance todo o sucesso pretendido”, disse Bruno Quaresma.

Atualmente, existem três grandes obras acontecendo na região. São projetos que buscam resolver os problemas de drenagem nas regiões compreendidas entre as lagoas do Mazerine, São Joaquim, Oleiros e Piçarrerira. Além disso, o programa trabalha na reestruturação do Canal do Matadoudo. Ao todo, estão sendo investidos cerca de R$ 23 milhões, com recursos oriundos do Banco Mundial. (PMT)

Jogo do Poder