Geral Municipios Política

Em Floriano, detentos produzem máscaras e uniformes para unidades penais do estado

Na Penitenciária Gonçalo de Castro Lima, conhecida como Vereda Grande, em Floriano, os reeducandos trabalham na confecção de máscaras e uniformes. A produção é realizada em parceria com o Grupo Escalet de Teatro, que doou máquinas de costura e estamparia.

De acordo com o diretor da unidade penal, Edilson Mousinho, serão confeccionados 80 shorts de fardamento e 300 máscaras para internos e policiais penais. “Nós ofertamos um treinamento para que eles aprendam um novo ofício. É um trabalho muito importante para eles, porque, além de ganhar remição da pena, eles podem utilizar o que aprenderam para ter um trabalho quando saírem do sistema prisional”, completou o gestor.

A Penitenciária de Vereda Grande possui um ateliê com duas máquinas de costura industrial, uma máquina de prensa e impressora para estampas. Os uniformes produzidos pelos reeducandos são distribuídos para todas as unidades penais do Piauí.

Ainda segundo o diretor da penitenciária, no ateliê, já foram produzidos cerca de 650 máscaras, 450 shorts e 550 camisas de fardamento.

O secretário de Estado da Justiça, Carlos Edilson, ressalta que atividades que promovam o trabalho e a profissionalização têm contribuído para a ressocialização dos internos. “Nosso compromisso é ofertar oportunidades para que eles estudem, trabalhem e se profissionalizem. Acreditamos que, promovendo essas atividades, conseguiremos reinseri-los em nossa sociedade”, finaliza o gestor.

Redação