Geral Municipios Política

Eleições 2020 em Algo Longá – Belauto Bigode tem metade das intenções de voto, aponta pesquisa

Belauto Bigode, do PT, candidato a prefeito do município de Algo Longá, tem praticamente a metade das intenções de votos dos eleitores da cidade, como aponta pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 21, pelo Instituto Estimativa. Na pesquisa estimulada, ele aparece com 49,33% da preferência dos alto-longaenses para ser o próximo gestor da cidade. Em segundo lugar vem o prefeito Henrique César (PSD), candidato à reeleição, com 38%. Os que não sabem e nem opinam somam 9,67%, e os que afirmam que não escolheriam nenhum dos nomes, anulariam o voto ou votariam em branco, 3%.

Na pesquisa espontânea, em que os entrevistados indicam o nome que vem na sua mente, Belauto Bigode mantém a liderança como o nome mais lembrado pelo eleitor, obtendo 46,67% das intenções de voto. Henrique Cesar só foi lembrado por 36,67% dos entrevistados. Vale ressaltar que nessa modalidade de pesquisa, 29,33% ainda não escolheram um nome para prefeito de Algo Longá. Nulos, brancos ou nenhum somam 3,33%.

Na pesquisa estimulada, em que Belauto Bigode aparece na frente, com praticamente metade dos votos dos eleitores, 80,33% afirmaram que não mudariam de candidato.

O candidato Henrique César tem também o maior índice de rejeição do eleitor de Alto Longá. Na pesquisa, 43,67% dos entrevistados disseram não votariam de jeito nenhum na reeleição do atual prefeito. Belauto Bigode tem apenas 23,67% de rejeição. Nesse quesito, 29,33% disseram que não sabiam ou não opinaram e 3,33% não quiseram responder ou afirmaram que anulariam o voto o votariam vem branco.

O Estimativa também quis saber se o eleitor vota em um candidato apoiado pelo governador Wellington Dias (PT) ou pelo senador Ciro Nogueira (PP). O petista ganhou em disparada, considerando que 45,67% dos entrevistados afirmaram que votam num candidato apoiado pelo governador. O senador vem atrás, com 38% dos eleitores afirmando que votam em candidato apoiado pelo progressista.

A pesquisa, realizada entre os dias 8 e 10 de outubro, ouviu 300 eleitores a partir dos 16 anos, e foi registrada na Justiça Eleitoral no dia 16 de outubro, sob o número PI 09326/2020.

Redação